Via-se vir: Dois neonazis malham numha mulher grávida por levar um niqab

liberdade-nome-mulher O primeiro que me chamou a atençom desta notícia repetida em múltiples falsimédios é que nenhum deles da nenhum dado da sua identidade, nem sequer as siglas da sua filiaçom, mas case todos falam de que som membros conhecidos com um longo historial delitivo por agressons froito da sua pertenência ao grupo ultra do clube de futebol Español de Barcelona, Brigadas Blanquiazules, de ideologia neonazi. Ao igual que se passara com o assassinato de Jimmy, nada referente as dados pessoais dos fascistas; em contrapartida de quando som investigadas pessoas de ideologia anti-fascista que entom sim que todos os falsimédios colabouram para facilitar quem som, onde moram e o que faga falha, ainda que sejam detidos por fazer umha obra de títeres.

O caso que nos ocupa, estes energúmenos, seguramente crescidos pola onda anti-islamista que reduze a esta gente a ser pouco menos que mais que possíveis terroristas camufladas tras os veus, decidirom dar umha malheira a umha mulher grávida que ia paseando tranquilamente acompanhada de dois filhos minores e do seu marido polas ruas do porto de Barcelona na 2ª feira 29 de agosto; e assim sob a única escusa de que ela ia tapada com um niqab, derom-lhe umha couce no seu costado, além doutras múltiples agressons a ela e seu home, quem saira na sua defessa.

Avissados por gente que se passava por lá, apareceram na cena os agentes da Unitat de Suport Policial que se limitarom a tomar os dados a um deles e levar-se retido ao outro, quem dera a patada; se bem umha cámara de seguridade dum hotel próximo captara todos os feitos e ante isso a polícia tivo que assumir que a agressom tinha um móvil xenófobo (e misógino, apontaria eu) e além quando introduzirom a identidade dos atacantes na base de dados policial, seus nomes e apelidos apareceram relacionados com umha longa listagem de antecedentes por agressons e ordenaram sua detençom por um presunto delito de ódio, discriminaçom e lesions, mas depois de se passar a disposiçom judicial e como soe ser habitual no caso de fascistas detidos, o juíz determinou sua imediata posta em liberdade, isso sim com cárregos.

Dizer que a mulher foi transladada a um centro hospitalário onde lhe figeram um chequeio que descartou que a patada danara ao feto.

Anúncios

Uma ideia sobre “Via-se vir: Dois neonazis malham numha mulher grávida por levar um niqab

  1. Pingback: Via-se vir: Dois neonazis malham numha mulher grávida por levar um niqab | abordaxe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s