Da importância dos trolls nas redes sociais. De como os falsimedios tiram partido criminalizando toda disidência.

14650616_1189573331116949_5652855648079809868_n Levo boa parte da minha vida consciente e ativa adicándo-me á informaçom alternativa em vários frontes mediáticos desde a rádio até a escritura em papel e na internet, mas sem têr nenhum papel oficial, título ou master do universo que me ampare no seu ejercício diante da lei, se bem na minha defessa devo aclarar que tampouco nunca cobrei nem um céntimo por elo (á contra, levo investido bastantes quartos).

Como antiacademicista reivindico o papel de ativas informadoras a todas as pessoas que queiram contar as coisas como as viviram, as viram ou as creram ver e deixo para jornalistas com cartom de identidade o papel de submissas manipuladoras tergiversantes que escrevem e/ou contam o que lhes dim seus jefes, seus governos, seus mandos,… e isso ainda que elas opinem diferente e suas mentes lhes digam o contrário, dado que estám inibidas ao poder do dinheiro e nom vam fazer, dizer ou escrever nada que vaia em contra dos seus intereses económicos (em forma de salário) que som os mesmos que os do seu amo, jefe, diretor (em forma de suculentas subvençons públicas e de quantiosas aportaçons privativas de grandes empresas a câmbio de publicidade e/ou autocensura consistente em nom publicar nada das mesmas ao respeito de suas malas praticas empresariais e/ou dos abusos laborais com suas empregadas).

Mas com o éxito das redes sociais, e mais em particular com facebook e twiter, todas as pessoas com acesso a esta tecnologia, vimos de converter-nos em opinadoras sem cartom e é desde entom que observo como muitas vezes, umha ou duas barbaridades escritas por um ou dois imbéciles com moi pouco sentido e/ou total desconhecemento do que som estas redes e quem as maneja, da para que os falsimédios atentos aos “chios” mais comentados e/ou as notícias com mais “eu gosto”, criem um efeito volvoreta e convirtam a patética opiniom de dois incautos ingênuos ou de dois provocadores que buscam lia-la parda ali onde haja um tema polémico, o que vem a ser dois trolls, para tratar de criminalizar qualquer luita digna.

Nos últimos dias venho de assistir a um destes patéticos espectáculos que resultou viral quando duas ninguéns falhas de inteligência desejaram a morte dum meninho doente de câncer que se declarou amante das touradas. Umha situaçom que descreveu moi bem Irene Márquez, a autora do desenho que acompanha esta entrada, na sua página de facebook: “Dos tontos le desean la muerte a un niño y a partir de ahi todo son medios de comunicación intentando que parezca que es responsable de ello el colectivo entero de los antitaurinos. Desinformación máxima”.

Um outro assunto saiu á luz recém dum jeito ainda mais vírico quando um destes opinadores figera ver que o jogador da seleiçom espanhola de futebol, Piqué (catalanista favorável á consulta de independência), cortara as franjas da bandeira espanhola das mangas da sua camisola; algo que o próprio Piqué demonstrou ser totalmente falso.

Mas é assim como a opiniom de um ou dois idiotas, amplificada por imbecis como eles e, quando interesa, defundida maciçamente polos falsimedios, passa a ser notícia de importância capital.

A ninguém que leve um tempo adicado á informaçom alternativa se lhe ocorriria amplificar de tal jeito a estúpida opiniom de dois ninguéns desalmados que opinaram a prol de desejar a morte dum antisistema; mais que nada porque nós sabemos mergulhar-nos na busca das responsaveis de tal pensamento e em troques de converter a opiniom de dois trolls no pensamento ou ideário de todo o capitalismo, profundizariamos nas causas que levaram a esses dois trolls a tal desejo de mata-la vida dum meninho.

O jornalismo oficial da nojo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s