Nom é nossa tarefa pôr parches ao Sistema – Ao respeito do autobus de Hazte-Oir

SENHOR OU SENHORA? Ou os dois á vez? Ou as vezes ele é ela, e as vezes ela é ele? Nas profundidades da mar, nunca se sabe. Meros, e outros peixes, som virtuosos na arte de mudar de sexo sem cirugia. As femias voltam-se machos e os machos convertem-se em femias com assombrosa facilidade; e ningúem é objeto de burla nem acusado de traiçom á natureza ou a lei de Deus…  Peixes do livro “Bocas do Tempo” de Eduardo Galeano

choveA revolta das bem pensantes contra do autobus da organizaçom HazteOír e as suas insistentes petiçons ás autoridades competentes  para que fosse imobilizado por retrógado e transfóbico, levou-me a cavilar sobre a autorregulaçom do Sistema graças a esta espécie de petiçons de justiça igualitária (e de repressom para as culpáveis) que demandam tanto suas fideis valedoras -com os e as “podemitas” á cabeça- como as suas supostas dissidentes e até mesmo de quem se autotitulam como antisistemas.

Demandar -desde o ativismo antisistema- das autoridades a imediata retirada das ruas dum autobus publicitário, por moi estúpido e por muita incitaçom ao ódio que promova sua lenda, está ao nivel de demandar dessas mesmas autoridades a borrada imediata de quanta pintada ou grafitte vaia contra os valores emanados polo falso espiritu democrático deste sistema capitalista que nos oprime e do que Franco já se preocupara de deixar “todo atado y bien atado”. Dalgum jeito mesmo viria justificar a repressom e as denúncias e mesmo as sentências condenatórias da gente que expressa opinions nas redes sociais ou em cançons e obras de títeres.

c5vmho0wqaektocSe por umha banda as anarquistas estamos totalmente em contra do Sistema e ponhém-lo a parir quando sofremos sua repressom por expressar nossas ideias; nom é lógico que demandemos desse Sistema, ao que supostamente dizemos combater com todas nossas armas, que atue contra aquelas com as que estamos a anos luz ideologicamente por moi retrógada que seja sua mensagem publicitária; mesmo solicitar a repressom contra deles é deixar nossa luita por construir um mundo mais justo nas mãos de quem nos repreme por faze-la.

Além, denunciar e demandar umha imediata repressom por parte dos mantedores –e vividores- do Sistema é fazer-lhes o jogo; fazer tanta demanda de limpeza democrática contra dita seita ultracatólica -que mantenhem entre quatro fanáticos com muitos quartos- e mesmo demandar dos governos a retirada imediata de subvençons e das suas exceçons impositivas é favorecer ao Sistema que lhe concedeu tais privilégios; é como fazer um brindis pola boa saude da monarquia democrática capitalista e mesmo amossar a nossa necessidade de seguir contando com autoridades competentes para que repremam a destro e sinestro.

galego-n Mesmo acho que, ao igual que se passara tempo há por estes lares com a Gloria Lago e sua Galicia Bilingüe, tanta demanda de justiça contra sua homofóbia e mesmo convocar atos públicos de desagrávio é dar-lhe folgos ás suas estupidas máximas e mesmo converter o posicionamento destes carcas em notícia de primeira, em “tremending topic”, em discussom de bar e em definitiva, ponhe-lo improdutivos debates em boca de todas.

E nom só, a postura das demandantes da repressom governativa só deveria partir de quem tem fe no Sistema, de quem esperam modificar suas contradiçons a base de intervençons jurídica-policias ou de quem crê que vive num mundo ideal ao que só há que pulir pequenas deficiências de outrora.

16865037_10210744463921270_7539230768576327622_n Fazer caso omisso das sentências reacionárias deste loby transfóbico seria umha milhor opçom, se bem os falsimédios colabourariam igual na difussom da sua peculiar campanha; por isso eu som muito mais favorável a fazer escárnio e mofa das suas barbaridades antediluvianas e rir coa multitude de ingeniosos memes que índa circulam pola rede (alguns deles acompanham este texto pero há mais). Ou isso ou atuar, como se figera sempre, pola nossa própria conta e risco á hora de combater as ideas fascistas. Tudo denantes de recorrer a demandar que atue Papá Estado e seus corpos jurídico-repressivos para limpar a sujedade mais vissível e que mais “clama ao ceu” e contribuir assim a agochar o pior do Sistema baixo das suas alfombras.

A resposta ós comportamentos indesexables debe ser a marxinación, nunca a exhibición dos mesmos. E neste caso como en moitos outros pódenos máis o ego de presentarnos ante o mundo como xusticeiros defensores das nobles causas que en facer o máis conveniente para a propia causa. Marcos Nine Bua (no seu muro dumha rede social)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s