“Entroiradas, papas, curas e alcaides mareantes”, meu contributo ao nº 17 do “Boletín Abordaxe” de março de 2017

Como vem sendo habitual (*) desde que fum convidado a escrever a coluna -que intitulei “Vento de Través”– na última pagina deste boletim anarquista, vos colo nesta minha bitácora o meu contributo, agora e umha vez publicado no blogue de Abordaxe e que já está rulando em papel polos espaços alternativos e outros locais de ócio e/ou luita (distribuiçom coa que tu tamém podes colaborar a espalhar imprimido o pdf e fazendo fotocópias).

Entroiradas, papas, curas e alcaides mareantes

Depois de ter botado um olho as diferentes polémicas espalhadas polos falsimédios co galho deste entroido já passado, semelha que os popes espanhois da religiom católica e seus entusiastas vozeiros desses mentideiros remontam por derroteros inquisitoriais co galho de dizer-nos e imponher-nos como e de que podemos disfarçar-nos e de que nom. Mesmo vozes do governo espanhol e do governinho galego tenhem colaborado com a criminalizaçom destas festas que se transmitem desde “in illo témpore” e que pervivem na tradiçom graças a manter sua essência originária.

E essa essência, essa razom para que esta festa pervivira ao longo da nossa história, nom é outra que a permisividade concedida polos nossos próceres -fossem estes reises, bispos ou presidentes- de “dar manga ancha” ao povo submisso durante esse breve espaço de tempo, para que este poidera desquitar-se das suas misérias e desditas fazendo burla e escárnio desses mesmos próceres. De tal jeito reises, duques, bispos e papas eram objetivo das chanças e brincadeiras do “populacho” e cá nom se passava nada, pois umha vez rematado o periodo do entruido tudo voltava á triste repressiva normalidade.

E agora, a que vem tanto berro no ceu?? Porquê agora volta no Entruido a sombra de Franco, quando este sanguinhento ditador probira o antroido nas ruas?? A que vem tanto protesto e tanta polémica porque umha “reinona drag queen” disfarçou-se de “transformer católico” dual “Cristo-Virgem” no Carnaval de Las Palmas?? Porquê ganhou o concurso e tivo sona?? Ou mesmo, porquê um cura de povo é enviado a retiro espiritual e obrigado a pedir perdom por ter-se disfarçado do magnate criador do império Play-Boy junto a duas “coelhinhas” trasvestidos?

De seguir por este derroteiro caberia perguntar-se: Para quando aceitaremos e acataremos umhas ordes sobre o bo disfarce e, se nom as cumprimentamos seremos condenadas??

Mas nom só esses poderes e seus vozeiros mediáticos atacam o sentir e a razom de ser do Entruido; tamém aqueles que, desde suas poltronas que dim “alternativas”, organizam como publicitar e viver esse tempo de escárnio, estám a atacar á essência dessa festa popular. Que nom me venham com choros porque som atacados por tirar um cartaz com um papa beodo, que nom me venham de vítimas da inquisiçom. Eu nom quero alcaides e concelheiros que tirem de cartazes e que organicem a ruta de desfiles de espidos cariocas baixo a chuva polas ruas das cidades e vilas, nem sequer que engalanem as mesmas com luzes, bandeirolas e outros colgarejos festivos. Eles som tamém parte do problema e polo tanto, objetivo das mofas do povo; nom é a sua tarefa promover nada para festejar nem como fáze-lo nem por onde podem circular. Que nom me venham com andromenas!!


(*) Agás no nº 13, nom por superstiçom nem muito menos (adoro o nº 13), senom porque foi um nº especial sobre o Kurdistám, e nom tenho costume de opinar por escrito sobre algo que nom conheço ou nom padeço de primeira mão (outra coisa som conversas em bares e outros “lugares tam gratos para conversar” com colegas).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s