E a Marea Atlántica tirou da sua tralha em nome da Liberdade de Expressom.

A concentraçom de ontem de manhám, diante dos julgados de A Corunha para apoiar a liberdade de expressom e em apoio do concelheiro mareante, lembrou-me ás galegas que se fam siareiras das grandes equipas estrangeiras e sumam-se assim á festa dos mais que prováveis ganhadores. Neste caso, ainda que alguém o ponherá em dúvida, o forte é o concelheiro de cultura da cidade que presume de ser a maior de toda Galiza. O caso está cantado e raro seria que houvera lugar ao juízo que demanda a transnortada beata luguesa á que umha juiz de instruçom -a saber suas razons- deu pábulo para investigar sua estrafalária demanda.

E assim a parafernália, posta ontem em cena, para apoiar a declaraçom do concelheiro implicado na fase de instruçom, tinha dose de grande cenografia para bem pouca cousa e semelha que o que em verdade importava era dar umha imagem pública de apoio ás governantes da cidade e fazer mofa da ridícula demanda. Davám-se as condiçons ideais para convocar aos médios a sabiendas de que era o melhor momento para tal demonstraçom de força e nom era coisa de desaproveitar a ocasiom de tirar partido e, co galho de tal, fazer posse para os médios das ilustres representantes nas cámaras espanholas e galegas.

Nom sei eu se estas gentes que se sumaram ao ato de apoio em pôs da liberdade de opiniom, algumha vez se posicionaram publicamente quando os feches de Egin, Egin Irratia, Ardi Beltza ou Egunkaria e suas responsáveis foram acusadas de colabouraçom com o terrorismo de ETA (*), poida que algumhas sim o figeram, mas estou certo de que a maioria nom tem participado de concentraçons diante de julgados quando a pessoa ou as pessoas denunciadas som umhas «minunguis» e nom se prevê presência de falsimédios diante dos que posar ou quando as perseguidas pola justiça som acusadas de terrorismo e entom nom convém aparecer.

Seria de agradecer que figeram sempre o mesmo esforço por defender a liberdade de expressom, mas muito me temo que nom. Já me teria gostado ve-la gente que se juntou ontem quando fora o juízo das Nais contra a Impunidade, a quem se lhes acusava de sequestro e de injúrias á Garda Civil por concentrar-se em demanda de conhecer a verdade de como morreu o filho e familiar dalgumhas das acusadas, Diego Viña, no aquartelamento da Garda Civil de Arteixo; mas claro doutra banda estavam a Garda Civil e …

Deu-me a mesma sensaçom que quando agora escuito á multitude pôr-se encolerizada em massa ao saber da denúncia contra o Gran Wyoming e seu colaborador Dani Mateo por fazer umhas risas sobre a beleça da Cruz de los Caídos, essa gente que nunca até entom abriram a boca (ou se o figeram foi com ela bem pequena) por causas mais sanguinolentas: NOJO


(*) Nota do gajeiro.- Durantes os governos de Aznar todos estes médios forom fechados e nunca mais voltariam a sair tras uns processos judiciais dos que com posterioridade sairam absoltos. Além vários dos seus representantes foram presos, alguns por anos como Jabier Salutregi  diretor de Egin quem estivo 7 anos e meio, ou torturados como Martxelo Otamendi diretor de Egunkaria (o Tribunal Europeio de Direitos Humanos condenara ao estado espanhol por no minvestigar de maneira séria as suas denúncias de torturas), e ao final tamém foram absoltos. Desde entom multitude de gente tem sido repressaliada por opinar diferente aos ditados dos governos e do Capital ante a calada resposta e a submissom da maioria sociedade que se crè isso de que vive em democracia.

Anúncios

Uma ideia sobre “E a Marea Atlántica tirou da sua tralha em nome da Liberdade de Expressom.

  1. Pingback: Retificar…; é de sábios ou de ingênuos? Ao respeito da minha crítica á cenificaçom da Marea Atlántica nos julgados | ogajeironagavea

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s