Podemitas e Confluentes Nom Som Diferentes !! Duas mostras para conferir.

Diversas notícias no mundo da política local e persoal fam-me ver que seguimos tendo razons abondo para desconfiar destes profissonais da política que semelha jurdiram numhas práticas de laboratório universitário. Assim entanto falsimédios dum e doutro pau seguem falando da moçom de censura apresentada por Podemos para tumbar a Rajoy no governo das espanhas; há notícias paralelas (e para lelos tamém) que amosam que nom há diferências substanciais entre populistas dumha e outra caste. Poderia ter-me mergulhado na busca de mais notícias impactantes ou tirar rédito da jornada de celebraçom da polícia local que estám argalhando para manhám sábado 27 as mareantes corunhentas na praça de Maria Pita, mas confórmo-me com deitar o cartaz tam fantástico que tirarom (com este nom vam ter problemas com viuvas). Assim que escolhim ao pronto e sem ter que buscar entre ringleiras atopei de imediato este par de cabeçalhos desta mesma semana:

‘Kichi’, alcaide podemita de Cádiz, concede-lhe a Medalha de Ouro da cidade á Virgem do Rosário.

Olé, arsa mininho!!! Com um par!! Porque um par forom os votos afirmativos dos 2 representantes que tem “Por Cádiz Sí se Puede” de José María González ‘Kichi’ que se sumaram (moi católicos eles) á iniciativa apresentada polo PP e apoiada polo PSOE e Ciudadanos e que só tivo a oposiçom dos melindrosos sócios de governo de ‘Kichi’, “Ganemos Cádiz”, índa que nem sequer tiverom arrestos para votar na contra e optarom pola vergonhenta abstençom. Qué dira ‘El Coletas’ ? Tirará quanto menos um seu twitter como quando Jorge Fernández Díaz concedera a Medalha de Ouro ao Mérito Policial á Virgem de Nossa Senhora Maria Santíssima do Amor??? Ou haverá grandes diferências entre a Virgem do Amor e a do Rosário que fagam a esta última merecedora de tal distinçom podemita e merecente de tudo desprezo a do Amor??

Multa a Echenique por infraçom moi grave na contrataçom do seu assistente o nom dar-lhe de alta na Seguridade Social.

O pior de tudo é que o científico político tento negar erre que erre sua responsabilidade e culpabilizou ao seu empregado, sostendo ante os falsimeios que ele o mantivera (quam boa pessoa!!) porque tinha quatro filhos e que mesmo lhe dera (quanta arriscada generosidade!!) “um tempo para regularizar a situaçom”, porque segundo Echenique (egrégio e magnânimo benfeitor dos necessitados) era seu mantido quem devia cotizar como autónomo. E nom só isso, senom que índa tirou um seu comunicado onde persiste na sua peculiar e moi persoal versom dos feitos e volta a culpabilizar ao seu ex-empregado e a considerar umha “enorme injustiza” a interpretaçom “tam restritiva” da lei.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s