O Capitalismo é o Terrorismo!! 62 pessoas mortas num incêndio por causas económicas

Todos os falsimédios ao uníssono culpam a umha árvora enchida por um raio de causar essas mortes e fam-se eco, sem questonar nadinha, da teoria avançada pola Polícia Judiciária portuguesa segundo a qual tudo aponta a “trovoadas secas como as causas do incêndio, tendo encontrado umha árvore que foi atingida por um raio” e mesmo alguns adiantam que “caso se confirme que o incêndio foi provocado por trovoadas secas, o Ministério Público procederá ao arquivamento do processo” e “umha coisa é umha coisa, outra coisa é outra coisa”: 62 pessoas mortas (entre elas 4 crianças) nom merecem umha investigaçom a fundo que analise como é que “umha só árvore” (nom especificam que árvore é, mas tudo aponta que se trata dum pinheiro bravo (importado de França, quando o que existia era pinheiro-manso) ou dum eucalipto, que ao igual que na Galiza é já em Portugal sinónimo de fogos. Umha realidade que remonta à década de 70, quando a indústria da pasta do papel começa a expandir-se com a plantaçom em larga escala de eucaliptos (soa-vos de algo?) e quando o Estado incentiva os pequenos proprietários a plantarem eucalipto para venda à industria (haverá algum paralelismo com o que se passa por acá?).

Nom é por acaso que as primeiras lutas ecológicas em Portugal se fazem contra o eucalipto (e na Galiza, que índa continuam, entroutras a Plataforma “Stop eucalipto, avante carvalho!”) e de feito o atual Governo portugués anunciara umha reforma forestal com um pacote de 12 normas que incluem umha moratória na expansom do eucalipto até 2030.

Se bem a Associaçom de Promoçom ao Investimento Florestal, Acréscimo, organizaçom cívica, sem fins lucrativas que tem por objeto a promoçom de negócios associados às atividades florestais que se enquadrem nos princípios da Economia Verde, num contexto de Desenvolvimento Sustentável, vem de fazer público um seu post no seu blogue onde fala de que era de esperar umha tragédia como esta dado que parte significativa do território português está convertido numha armadilha e outra parte está a caminho do deserto e denúncia que Governo anunciou dispor de centenas de milhons de euros para apoio às florestas mas todavia, a disponibilização de apoios ou está por fazer, ou vai saindo a conta gotas e (quiçá, estrategicamente) longe das áreas de maior risco de incêndio! e remata perguntando: Até quantas mais vítimas humanas? Até quanto mais património e território destruídos? Vai-se continuar a medir as florestas apenas polo peso nas exportaçons, a que preço?

Já há bem de anos que grupos naturalistas denunciam que as repovoaçons com plantaçons de eucaliptos e pinheiros favorecem os grandes incêndios dado que som espécies pirofitas (que se pirram polo lume e ardem moi bem e rápido) e as pinhas encendidas saem disparadas como bombas de fogo que ajudam a espandir o lume em segundos a vários kilometros, ao igual que o cham cheio das suas agulhas e das folhas secas do eucalipto converte-se num regueiro de polvora que facilita o medre dum incêndio causado por um raio a centos de hectáreas de arboreda aloctona e pirófita; árvores que só beneficiam a pasteiras e madedeiras com muito ánimo de lucro e moi pouco (ou mais bem nulo) respeito pola natureza.

Som nesses, que quando olham a um árvore só vem nele dinheiro e benefício económico, em quem haveria que botar os olhares na busca de responsáveis destas mortes anunciadas.

Dim os nossos falsimédios arrogantes que segundo nossos expertos em nada da Galiza, terreo inçado de eucaliptos (que aínda recebem subvençons do nosso governinho) e pinheiros bravos, nossas árvores nom som quem de provocar tal lumes e além nossos serviços apaga-lumes som milhores do que os lusos; algo que só podem crêr ilusos e ilusas e senom que lho contem ás nossas brigadistas que levam anos protestando polas más condiçons laborais e polo nulo trabalho em prevençom.

E índa que assim fosse (que nom é) coidado que na raia seca nom há fronteira natural que valia!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s