21-23 Julho – “Corme Folki 2017” – Um foco de Cultura do povo

Outro ano mais, coa mesma energiaa dos anos anteriores na Noite de Encantos da Furna. A boa música achegára-se a Corme da mão do CORME FOLKI para seguir demostrando que somos donas da nossa cultura e da nossa festa, que nas nossas mãos está criar umha alternativa real á cultura oficial das grandes orquestras e dos grandes grupos com cachê.

Continuamos a crer que a cultura nom é un negocio, que a nossa música nom precisa de miles de euros para expressar-se.

Um pouco de história

Difícil falar em poucas linhas do que entre todas criamos nestas case duas décadas de projetos autogeridos e sem ánimo de lucro na vila de Corme.

Isto começou no século passado, ano 1999, quando as primeiras notas amplificadas soaram na Furna do Osmo. E agora 18 anos depois nom soarám notas amplificadas na Furna, mais a festa, os Encantos e a música tradicional estarám presentes nela na noite do venres 21 de julho com um espetáculo de foliada, percussom e dança. Na Furna nasceu tudo e ainda que os concertos da noite do sábado 22 vaiam ser na Praça da Ribeira, na noite do 21 desfrutaremos de boa música regada dumha queimada.

E como nom o Sábado 22 de julho a Praça da Ribeira será o lugar de encontro da boa música, circo, títeres, foliada… Cum programa de atividades desde o meio-dia até bem entrada a noite.

Programaçom

Venres 21, na Furna do Osmo:

22:00 – Desde Pontecaldelas venhem as amigas de “Calcetín Furado” para deleitar-nos coa sua foliada “ao louco”.

Desde Arteixo, as compis de “Perfusión” enchirám a furna do ritmo da percussom e a dança.

Sábado 22, Praça da Ribeira, Corme Porto:

13:00 Sessom vermú e foliada polo povo.

20:00 Espetáculo de clown com o compa MEKETREFE.

21:00 Companhia de Títeres TRÉCOLA coa obra SOLITATE.

22:00 Concertos

OMBLIGO .- Trio madrilenho que chega a este novo festival em Corme com muita gana de fazer-nos bailar com seu estilo ‘gipssy-ambiguo’. Umha sorte, posto que já os conhecemos, te-los aqui e de seguro um gram descobrimento para quem as escuitedes por vez primeira.

FOLKÓLICOS .- Seria impossível pensar em fazer um festi que se chamara “Corme folki” e que no seu cartaz nom apareceram os Folkólicos. Mais umha vez, e já nom somos quem de saber quantas vam, vissítam-nos estes corunheses e case que já cormeláns de adoçom que levam anos animando a festa neste povo coa sua mestizagem de Folk e Rumba.

GÜINTERVAN .- Chega a esta primeira ediçom do Corme Folki, umha das bandas mais bailáveis e festeiras do panorama musical galego. Conta a lenda que tra-lo naufrágio do trans-báltico “Gitanic” os quatro irmáns Van Guinter sobreviveram umha tempada nas Cíes, só coa ajuda de Mishka, a cabuja do capitám; e que tra-lo seu milagreiro resgate, adicam-se a aparecer nas festas onde mais os precisam para enchi-las de música é mestizagem de melodias balcánicas com estranhas e coloristas armonias assim como com ricos e velozes ritmos e letras em galego.

Vémo-nos na finde do 21 e 22 de julho em Corme.

A passa-lo bem!!

pdt.- O texto foi recolhido (e desnormativizado) do publicado por Rakelua Cuero no evento de FB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s