Operativos de feche de fronteiras no inverno. Assassinos da Vida.

A Comissom Europeia, os seus Estados membros, a Agência de Control Migratório, FRONTEX, a indústria dos Direitos Humanos e mais os corpos policiais, venhem usando de maneira sistemática e calculada a Natureza como arma para dar morte á povoaçom migrante desde há mais de 30 anos. Daniela Ortiz

Ontem os falsimédios tudos justificavam o feche da fronteira de Ceuta na tristemente famosa praia do Tarajal por um suposto intento de salto de 300 migrantes, o dia anterior davam conta da morte de 2 pessoas “porteadoras” numa avalancha nesse mesmo passo fronteiriço. Além desde a chegada do inverno é já costume destes mentideiros botar a culpa das mortes das pessoas migrantes nos seus intentos de chegar as costas europeias da climatologia adversa no Mediterráneo; mesmo alguns tiram imagens da neve e do intenso frio nos campos de refugiadas que seguem á espera de que os governos europeios cumpram seus acordos de acolhida que nunca cumprem (*) nem tenhem visos de que vaiam mudar de atitude.

Diante disto publico acá o seguinte escrito , autoria de Daniela Ortiz, a quem já tenho dado voz noutras entrada desta minha bitácora (a colagem das imagens que acompanham este texto tamém foram recopiladas por ela):
A relaçom de Ocidente, da Europa, da Brancura, coa Natureza é de exploraçom, é uma relaçom colonial de uso e desfeita, desde há 500 anos a Natureza é vista unicamente como um recurso de onde extrair.

Pero o que se está a passar na Europa nos últimos anos amossa que se está dando um passo mais lá na violenta relaçom da Europa coa Natureza.

A Comissom Europeia, os seus Estados membros, a Agência de Control Migratório, FRONTEX, a indústria dos Direitos Humanos e mais os corpos policiais, venhem usando de maneira sistemática e calculada a Natureza como arma para dar morte á povoaçom migrante desde há mais de 30 anos.

Venhem calculando pechar rutas em certas zonas do rio Evros na fronteira da Grécia coa Turquia e deixando as rutas mais perigosas abertas para que seja o rio quem “assassine” ás companheiras migrantes, venhem usando o Mediterráneo como arma letal e como fossa comum, esse mar é usado para assassinar e desaparecer tal como o frio está a ser usado em Lesvos para torturar e matar as pessoas migrantes que estám lá detidas. FRONTEX, nos seus documentos de “Risk Analysis” (“análises de risco”) sempre contempla o clima dos meses seguintes para estabelecer operativos de control em zonas de fronteira tais como o mar Mediterráneo, a natureza está calculada, há uns anos escoitei a David Cameron quando falava sobre as migrantes em Calais, dizer literalmente “Inglaterra tem a sorte de estar rodeada de auga, isso ajuda a controlar a migraçom”, dizia-lo porque sabe perfeitamente que a gente morre nessas augas, porque sabe que as autoridades venhem utilizando essas augas como ferramenta de control.

Doutra banda os meios de comunicaçom racistas completam a perversa operaçom, culpando á Natureza desta violência, dizendo que é o Mediterráneo o que mata, que é o mar quem desaparece, que é o frio o que tortura, que é o rio quem dá morte, encobrindo assim a culpabilidade do Sistema de Control Migratório, do racismo colonial e dos seus responsáveis políticos, quem vêm instrumentalizando desta terrível maneira a Natureza.

Assassinos da vida, isto vam paga-lo.

—————————-

(*) Serva de ejemplo o caso do governo espanhol de Rajoy, quem depois de incumprir os acordos de receber denantes do setembro passado a 17.387 pessoas, só recebeu 687, é dizer um escaso 4% do total comprometido e este governo hipócrita, no passado 29 de dezembro, em Conselho de Ministros aprovou o Programa de Reasentamento de Refugiadas em Espanha para 2018, que estabelece a chegada por esta via dum total de 1.000 pessoas. Mas toda Europa fai a mesma política hipócrita e assim segundo dados da própria Comissiom Europeia, os 28 paises da Uniom só reubicarom a 8.741 pessoas das 160.000 das que se comprometeram a acolher denantes de setembro do 2017 (um escaso 5’46% do total)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s