“O mundo ao revés”: Multam ao Rayo Vallecano polas suas Jornadas Contra o Racismo

Isto é do que nom têm nome!! Multam com 30.000 euros á equipa do Rayo Vallecano porque no seu estádio o público exibiu um mosaico contra o racismo (!!!), uma açom enmarcada dentro das Jornadas contra o Racismo que se celebram todos os anos por parte das siareiras desta equipa de Vallecas agrupadas na plataforma ADRV que tem como icono ao ex gardameta de origem nigeriano que nos deixou em janeiro de 2017, Wilfred Agbonavbare.

Nom sei como qualificar este disparate, nom som quem de enquadrar tal sançom em nenhum parámetro que poida explicar tal ato de incongruência cometido polas representontas do Organismo que receve o contraditório nome de “Comisión Estatal contra la violencia, el racismo, la xenofobia y la intolerancia en el deporte”.

Ditas representontas som escolhidas dentre membros das diferentes administraçons, federaçons esportivas, ligas profissionais e pessoas de suposto reconhecido prestígio no âmbito do esporte e a seguridade, e semelha que é secreta sua adscriçom porque nom atopei jeito de saber quem está detrás de tal despropósito.

Entre os atos organizados para este ano 2018 (1º cabodano do passamento de Wilfred), figuravam a inauguraçom duma placa na sua memôria (ver imagem) ubicada na porta de acesso a vestiários do Estádio de Vallecas. O capitám do clube, Amaya, foi quem a descobriu no ato inaugural das Jornadas e declarou que Vallecas siempre da la bienvenida a todo tipo de raza y de colores.

Tamém houvo uma palestra duma equipa de fútbol de Jerez integrado na sua gram maioria por imigrantes, assim como o convite a um grupo de refugiadas para que presenciarám ao vivo o encontro oficial da liga de 2ª divisom entre o Rayo Vallecano e o Sevilla Atlético.

E foi nesse encontro no que as siareiras do Rayo exibiram o mosaico que amossava um raio de cor vermelha que dividia um fundo num lado negro e outro branco que iam aternando com mensagens de minor tamanho como: “Ama el Rayo odia el racismo”, “La franja no se mancha de racismo” ou “Unidos contra el racismo”.  A exibiçom destas mensagens som as que motivaram, a proposta de multa de 30 mil euros pola tam peculiar Comissom contra o Racismo,

Além a equipa do Rayo saira esse dia ao cespede com uma faixa reivindicativa que vedes na seguinte imagem:

Por se alguém nom da creto ao que estou contando, esta é a nota de imprensa emitida polo Consejo Superior de Deportes no passado 22 de Fevereiro: “Asimismo, se ha propuesto para sanción grave de 30.000 euros al Rayo Vallecano por permitir el despliegue de un tifo no autorizado con forma de rayo durante el partido de Segunda División R. Vallecano de Madrid SAD – Sevilla Atlético, celebrado el pasado 11 de febrero.”

Se alguém quere atopar alguma raçom, sempre pode fáze-lo e mesmo justifica-lo, porque o motivo da sançom é que dita “Comisión Estatal contra la violencia, el racismo, la xenofobia y la intolerancia en el deporte” nom recebera com antelaçom a comunicaçom de que dito mosaico ia a ser despregado e que, por tanto, nom fora autorizado (!!!). Isso sim nom aclaram que riscos supunha por nom ter sido comunicado devidamente, nem porque foi considerada como “grave” esta conduta como para impôr uma sançom tam elevada.

Como colofom vos colo o vídeo do remate desta Jornadas, onde siareiras e jogadores do Rayo cantam irmanadas contra o Racismo:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s