Sabias que em 1 de maio tamém há uma greve? Presxs em luita começarám em tal data uma greve de fame coletiva

Atendendo ao seu avisso de que “os meios de desinformaçom nom darám cobertura, tampouco a queremos nem a necessitamos, ajúda-nos a que a sua voz ressoe “afora””, dou pulo e convido a partilhar e extender esta informaçom:

O distanciamento das prisons das cidades e de zonas habitadas, os muros mentais, a falha de conciência, a crença duma linha divisória entre “bos” e “malos”… nom sabemos quais som as razons, nem qual delas tem mais força para que chegásemos a este ponto, no que as pessoas que estám encirradas no Sistema Penal, importem tam pouco e gerem esta terrível falha de empatia afora.

Queremos sacar, por um intre, a voz destas pessoas que estám a luitar. Elas mesmas escreveram uma proposta de luita coletiva onde ponhem de manifesto “a situaçom á que nos vemos sistematicamente submetidas ao abuso de poder, agresons, torturas físicas e psíquicas continuadas, e a umas condiçons de existência inumanas e degradantes em multitude de aspetos: abandono médico-sanitário, exploraçom laboral, indefensom jurídica, discriminaçom cultural, inexistente liberdade de expressom, etc”

Fronte a esta situaçom; desde dentro, desde as pessoas encarceradas, jurdeu uma proposta de GREVE de FAME COLETIVA para arrojar uma raiola de luz sobre as violências normalizadas nas prisons, para chegar “afora”. Estas som as suas reivindicaçons:

1. O fim das torturas, agresons e tratos crueis, inumanos e degradantes e da impunidade de carcereirxs na sua prática em todos os cárceres do estado espanhol.

2. A erradicaçom dos FIES, aboliçom do chamado “régime especial” de castigo, e peche absoluto dos departamentos de ilhamento.

3. Fim da dispersom dxs presxs.

4. Que os serviços médicos nom estejam adscritos a Instituiçons penais, senom que sejam independentes delas.

5. A aplicaçom imediata dos artigos 104.4 e 196 RP a todxs xs enfermxs crónicxs sem que existam requirimentos de que entrem em fase terminal.

6. Respeito dxs enfermxs mentais exigemos que se lhes trate ade maneira ajeitada em lugares apropriados para isso e nom nos cárceres.

7. Que os “programas” com metadona, tratamentos psiquiátricos, etc. Vaiam acompanhados de grupos de apoio, terapeutas, etc. Independentes das IIPP.

8. Que haja apertura de investigaçom, esclarecemento e delimitaçom de responsabilidades polxs compas mortas nos cárceres do estado espanhol.

9. Que as estruturas carcerárias abram suas aulas, talheres, ginásios, etc. Acessos formativos e culturais axs presxs que tratam de “irrecuperáveis”

10. Que os módulos de respeito nom sejam utilizados como escaparates.

11. Que se deixe de cachear integralmente ás famílias e amizades vissitantes.

12. Exigemos aos julgados, forças de seguridade do estado e repressorxs várixs que nom criminalicem a solidariedade entre pessoas.

Para mais info. vissita https://familiasfrentealacrueldadcarcelaria.noblogs.org/ ou tokata.info

(Copiado e traduzido de Briega, a imagem é de Tokata)

Anúncios

Uma ideia sobre “Sabias que em 1 de maio tamém há uma greve? Presxs em luita começarám em tal data uma greve de fame coletiva

  1. Pingback: “Historia de un Títere” radio-relato de “Títeres desde Abajo” co galho da greve de fame dxs presxs | ogajeironagavea

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s