Arquivo mensal: janeiro 2020

Coidade-vos de Reformistas de Merda !!

Nom som eu de dar conselhos de como se enfrontar aos problemas que vam jurdindo na vida de cadaquem; nem sequer ainda que mo solicitem; som dos que considero que a experiência persoal de cadaquem vale para cadaquem e ponto; que o que me passou a mim e como foi que resolvim o assunto ou escurrim o bulto nom pode servir de exemplo para uma outra pessoa, mesmo que se assemelhem muito essas vivências e até as circuntâncias nas que se deram.

Dito isto, e dado que começo a estar moi farturento de Reformistas Mentideiras que exigem nosso voto para evitar o trunfo do “Mal Pior” se ganham as Direitas e Direitonas, vou fazer uma excepçom e de ai o cabeçalho deste entrada neste meu blogue que tinha caseque abandonado.
Nestes tempos que correm, nesta parte do mundo, procurade coidar-vos do que vos digam esses esquerdistas que se dim progressistas. Som só reformistas, mantentores do poder estabelecido, pro-capitalistas de baixa estofa que gostam de misturar-se entre anti-sistemas para situar-se ao seu carom nos protestos.

Coidade-vos deles e delas porque som tudo fume e se te descoidas, á mínima, estarám chamando pola polícia para que te detenham por violenta por ter feito uma simples pintada num caixeiro dum banco durante um protesto qualquer.

A DEROGAÇOM da Reforma Laboral
Continuar lendo

[Gabriel Pombo] Atualizaçom da sua situaçom tras sua detençom no Portugal

Juiz português aceita adiar a sua extradiçom – Cartaz Solidário Reivindicativo – Registros domiciliários nas moradias da familía de Elisa na Italia.

Deitamos acá as últimas informaçons recebidas, que recolho (e traduço) dos sites 325.nostate e voz como arma, sobre a situaçom das compas Gabriel Pombo da Silva -tras sua recém detençom em terras portuguesas-, e mais da Elisa di Bernardo, tras ter conhecemento de que a polícia italiana registrou as vivendas da família de Elisa aproveitando esta tormenta.

– [Portugal] Atualizaçom da situaçom de Gabriel Pombo Da Silva

Segunda-feira, 27 de Janeiro, começou em terras portuguesas o juízo contra nosso compa, durante a primeira audiência pôde-se vislumbrar o seguinte cenário:

  1. Portugal, por enquanto, tem aceitado deter a extradiçom ao Estado espanhol e deu-lhe à defesa um prazo de 20 dias para agregar provas e documentaçom que acreditem, ainda mais, a importância de que Gabriel nom seja extraditado.
  2. A defesa impugnou imediatamente o argumento de “pena residual” que o Estado espanhol pretende impor a Gabriel, ou seja, 16 anos mais de condena! Sem entrar em muitos detalhes jurídicos, com só ler someramente os documentos que pretendem ampliar sua sentença, é evidente que se trata duma «vingança legal» (Que vingança de Estado nom o é?) contra nosso compa.
  3. Por agora, Gabriel continua detido nas celas da Polícia Judicial de Porto em espera de voltar a comparecer em frente ao juiz. Segundo a informaçom proporcionada espera-se que a próxima audiência se realize mais ou menos em meados de fevereiro.
  4. Atualmente pode receber visitas um dia se e um nom por parte de qualquer pessoa que solicite visitar-lhe. Atopase bem de saúde e está forte, combativo, determinado e retranqueiro coma sempre.

– [Itália] Novidades Repressivas contra da família de Elisa Di Bernardo

Na mesma manhã da segunda-feira 27, foram registadas as casas da mãe, do pai, da irmã e do curmão de Elisa Di Bernardo com o objetivo de confiscar material informático. A fiscalia de Brescia emitiu, de facto, a enésima ordem 270 bis (por associaçom ilícita e terrorismo) contra Elisa e Gabriel, acusando-lhes de pertencer a uma célula subversiva com base e apoio internacional (treme Terra, treme!).

Por suposto esta «nova» onda repressiva nom ajuda em nada a situaçom jurídica de Gabriel e, a imprensa ao serviço do poder nos três países já fijo seu dever exaltando a estreita colaboraçom entre os governos da Itália, Espanha e Portugal.

Cagatintas, fantoches de nossos inimigos históricos, cumprirám seu dever… nós cumpriremos com nosso dever revolucionário (que cada quem chame-lhe como queira, hé hé).

– [Galiza] Cartaz Solidário Reivindicativo

Continuarám as atualizaçons.

GABRIEL LIVRE!
TODAS LIVRES!
VIVA A ANARQUIA!

[Ponte-Vedra] 5ª feira, joves, 6 fevereiro ás 19 hs. – Apresentaçom da revista anarquista galega “Abordaxe!” na livraria “Metáfora”

Dou pulo a esta iniciativa, que recebim por correio, das minhas compas do projeto informativo e divulgativo do Anarquismo na Galiza (e em galego) por excelência e por permanência na cena mediática alternativa desde há já uma duzia de anos:

Na vindoura 5ª feira, joves, 6 de fevereiro, as piratas do projeto Abordaxe! realizamos uma Jornada de Apresentaçom do novo número da nossa revista na cidade de Ponte-Vedra; acompanhada dum repasso pola história do nosso coletivo e das suas perspectivas atuais.

O ato terá lugar na Livraria Metáfora (r/ Travesía Charino, 9, a carom do Teatro Principal), a partir das 19:00.

Para mais informaçom, podedes vissitar a nossa web (abordaxe.org) ou contatar con nós por via e-mail (abordaxe@bastardi.net)

Tamém teremos materiais do nosso coletivo para sua distribuiçom.

( acá tendes acesso direto ao pdf da revista na web do coletivo Abordaxe! )

DETIDO em PORTUGAL o compa anarquista galego GABRIEL POMBO DA SILVA !!!.

Recolho ( e traduço) desde o site 325.nostate.net

Foi encirrado numa cela da polícia judicial do Porto e tinha previsto comparecer ontem 2ª feira, luns, no julgado onde ia-se debater sobre sua possível extradiçom ao Estado español.

Gabriel atopa-se bem e está bastante tranquilo pese a tudo.

Após ano e meio em clandestinidade, na manhá do passado sábado, 25 de janeiro, detiveram em território português o viguês Gabriel Pombo da Silva. Sobre o anarquista galego havia umha ordem de busca e captura internacional por suposto pendente de pena a mais de dez anos de prisom. Atualmente encontra-se à espera da sua possível extradiçom ao Estado espanhol.

GABRIEL POMBO DA SILVA LIVRE!!!
QUE VIVA A ANARQUIA!!!

Oliver Fernández, este é o cura que, 10 anos depois, volta a ser pilhado por acosar minores nas RRSS. Agora foi detido por enviar um vídeo sexual

Na altura digera estar arrependido e só fora apartado das suas funçons na sua diocese

É-che o que te tem as hemerotecas; que por muito que os falsimédios, a cúria, os corpos repressivos e mesmo os governos pretendam manter o anonimato deste depredador sexual de moçinhas e volte a ponher só as suas iniciais O.F. L. ; nom podem eliminar as referências aos feitos acaecidos há 10 anos quando gente do lugar de Zaratán (concelho ubicado na província española de Valladolid) de onde este energúmeno era párroco, deram luz ao seu careto nas RRSS para que se souvera bem quem era.

Tiro do blogue “La Portería de Nela”, um resumo do que sua autora denunciara na altura: que o cura intentara vai tu a saber que com uma minor, que nom chegara a mais porque o pai da meninha, percatara-se e o denunciara na Garda Civil. As conversas que mantinha com a nena por tuenti, nom eram precisamente inocentes com expresons como “eres un bellezón de chica” ou “estás estupenda con un bikini tan sexy”, tudo moito calculado, tinha sua própria conta para ligar com minores, porque para salvar suas almas ou convida-las a rezar o Santo Rosário, fijo que nom. Por entom o cura declarara que se sentia arrependido, que fora um erro e que nom se passou nada… (??) E o bispado, papado e toda a cúria romana mirou para um outro lado (“son anécdotas en las que hay que ver la situación del individuo y circunstancia. No podemos elevar una anécdota a la categoría de problema social” assegurara o Cardenal Archebispo emérito de Sevilla, Carlos Amigo) e em consequência só fora apartaron das suas responsabilidades nessa diocese e assunto arquivado.

Assim davam conta dos sucessos que, em julho de 2010, aconteceram em Zaratán na CNN+, ao que deram em quantificar como o 5º caso de pedofilia na Igreja no 2010 (se bem seria mais exato dizer, o 5º caso que sae á luz pública no 2010 e sem que a Igreja Católica o poidera evitar):
Continuar lendo

O ÚNICO TERRORISTA É … Tal como eu predixera, caiu a montagem das 9 CDR detidas em outubro passado coma presuntas terroristas. Já estám todas fora dos cárceres

Em 3 de outubro do ano passado, este gajeiro escrevia sua reflexom encol das 9 detidas por pertenecer aos CDR cataláns, nas que aventurava que lhes ia passar o mesminho que as mais de 40 compas anarquistas que, desde finais de 2013, se passaram pola Audiência Nacional baixo acusaçons de terrorismo (Operaçons Coluna, Pandora I, Piñata, Pandora II, e ICE) e muitas delas sofreram cárcere durante semanas, meses ou anos à espera de juíço; ao que há que sumar centos de pessoas afetadas e preocupadas pola situaçom das compas e uns quantos miles de euros que houvo que recaudar para pagar as elevadas fianças que permitiram que várias compas poideram esperar seu julgamento fora dos cárceres e um feixe de vivendas particulares, okupas e centros sociais libertários registrados e violentados e muitíssimas pertenças requisadas (e muitas nunca devoltas nem imdemnizadas).

Esta sexta feira passada, venres 10 de janeiro, saiam livres as duas últimas pessoas que mantinham presas das 9 detidas num início e acusadas de terroristas. Ao igual que o resto das compas postas antes em liberdade, estas duas últimas tiveram que abonar uma fiança Continuar lendo