Facebook defende o NAZISMO e CENSURA ANTIFASCISTAS

Há apenas 5 dias replicava e dava pulo no meu “muro” desta RRSS a esta imagem, tras olha-la num outro “muro”, que reflite um presunto dito teutom:

Aliás de que esse dito seja em verdade um refrám popular alemám ou só seja uma ingeniosidade de alguém, o certo é que está a ter seu peculiar éxito nas RRSS mais participadas do estado español, cicais em boa medida co galho das eleiçons à Comunidade de Madrid e o claro achegamento do PP aos posicionamentos fascistoides de VOX.

Posturas fascistoides que nom som novidade, nem muito menos, dado que o PP é um partido reformulado que se conformara ideologicamente polos “7 Magníficos”, que assim se conheciam aos 7 ministros de Franco mais franquistas que sua viuva “La Collares”, gente da talha de Fraga, ministro da Gobernación (i)responsável, entroutras muitas coisas, dos assassinatos de 5 pessoas e das feridas de mais de 150 operárias no 3 de março de 1976 em Vitória, quando estavam em greve e assembleadas numa igreja e a polícia (as ordes diretas de Fraga) lançara gases lacrimogéneos ao seu interior e depois disparara com fogo real e balas de goma sobre ás que saiam assustadas e aturulhadas do recinto, no que se deu em chamar “A Matança de Vitoria”, à que adiquei no seu dia um dos meus programas especiais de Comochoconto na Rádio Kalimera sobre a biografia de Fraga iribarne.

Mas, voltemos ao assunto que deu pé a que escrevera esta entrada no meu blogue. Hoje mesmo, apenas há uns minutos, quando fum abrir meu FB atopei-me com isto:

A verdade é que nom me estranhou nadinha. A laboura de Ana Pastor (e do seu home o Ferreras e doutras pseudojornalistas) á frente da CENSURA nas RRSS, segue em medre constante e em atitude de vigilância permanente desde a imposiçom da Verdade Absoluta Pandémica da OMS coma única informaçom fiável. Desde há meses confirma-se que esta RRSS censura a cotio as vozes discrepantes e participa ativa na campanha mediática do MEDO ao Vírus, tal qual segue a censurar imagens dos peitos das mulheres e a permitir as dos homes, mesmo que estes sejam bem voluminosos. Som, estas censoras, as novas inquisidoras do século XXI e sua laboura é desqualificar toda voz dissidente. Estava bem claro que algum dia tinha que tocar-me, e mais depois de ter constância de que, várias das minhas amizades, sofreram recém tal “castigo” da que se autoconsidera “coidadora do rebanho”.

É mais, se hoje ainda mantenho minha participaçom nesta RRSS é só para publicar lá minhas entradas deste bitácora, botar algumas risas com os ingênios das minhas “amizades virtuais” e replicar as publicaçons de gente afim á minha ideologia anarquista que mora em diferentes lugares do planeta para procurar assim que as minhas reflexons e as teimas da “minha gente” cheguem a quanta mais gente para tentar criar debates e gerar dúvidas e manter ativa a minha laboura informativa alternativa à dos grandes vendedores do MEDO MEDIÁTICO; laboura na que levo imerso perto de 30 anos, a mitade da minha vida.

O que me esperava era que o motivo fosse qualquer das minhas publicaçons críticas com a linha Oficial da COVID mas,… com o que me atopei foi com estoutro:

Flipando por cores, mas nom tanto, sabendo de quem vem o castigo, cliquei em “ver opciones” para curiosear nos motivos e hei acá os mesmos:

OHHH!!! Agora sim que FLIPO POR CORES!! Ou bem as coidadoras do FB estám muito erradas ao considerar que esta publicaçom contém elógios ou apoios a terroristas ou à violência organizada e ao assasinato em massa ou bem som pro-nazistas e de ai seu enfado e castigo. Á espera estou de que me digam o porquê desta sua decisom sobre esta sentência que, ao censura-la, joga a favor e defende a autênticos e reconhecidos terroristas assassinos de massas e membros das organizaçons do ódio que foram e seguem a ser FASCISTAS, NAZISTAS e FRANQUISTAS.

E nem é minha a expressom nem o desenho ainda que os compartilhei porque concordo ao 100% coa mesma. Esta expressom, seja um dito teutom ou uma invençom, mantem no seu simplismo uma lógica impecável para qualquer outente que nom seja fascistoide. De feito pouco ou nenhum debate pode gerar entre pessoas antifascistas ou gentes de bo coraçom e empatia coas suas semelhantes, venham estas de onde venham e tenham as suas peles qualquer cor ou tonalidade, e mesmo que seus petos estejam vazios e suas roupas corroídas.

O jornalista Anibal Malvar publicava uma sua coluna de Público em 22 de fevereiro do ano passado com este cabeçalho: La mesa de los once nazis onde criticava a laboura dalguns presuntos jornais, em concreto “La Razón”, “ABC” y “El Mundo”, e o entusiasmo com que se lanzaram à sua peculiar cruzada da normalizaçom da ultradireita de VOX ao otorgar-lhe o epíteto “constitucionalista” que semelha abarcar, di o Anibal, “desde o neofascismo até o socialismo seguidista quando ejerce de leal oposiçom e assina centocincoentaecincos” e sentenciava algo que eu compartilho ao 100%: o termo constitucionalista vai suplantando no argot ao velho e querido facha de toda-la vida.

Além no seu artigo qualifica de impresentável a atitude do “Coletas” em conivência cordial com o nazista Espinosa de los Monteros e parabeniza ao Aitor Estebán por negar-lhe o saúdo a esse mesmo nazista: “Causou grande estupor no seu momento a imagem de Pablo Iglesias rindo-lhe as graças a Iván Espinosa de los Monteros em sede parlamentária. Salvando ámplias distâncias estéticas e éticas, é como se Winston Churchill se tivera deixado retratar em atitude de compadragem junto a Adolf Hitler. Impresentável. Diante o branqueamento geralizado dos ultras, só colhem atitudes como a de Aitor Esteban (PNV), negándo-lhe o saúdo ao mesmo Espinosa num debate televisado”

E sentenciava com uma advertência e alerta coa que concordo e replico: A história ensinou-nos o perigoso que é deixar a esta gente contaminar com a sua presência as instituiçons. Vestir-lhe de constitucionalistas. Remito ao velho dito teutom: “Se numa mesa há um nazista e dez pessoas que o respeitam, nessa mesa há onze nazis”. Isso é tudo, amigos”.

Uma ideia sobre “Facebook defende o NAZISMO e CENSURA ANTIFASCISTAS

  1. Pingback: Mark Zuckerberg censura em Facebook às críticas ao extermínio de palestinianas polo governo de Israel | COMOCHOCONTO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s