ANTICORPOS ERRÓNEOS .- Um outro novidoso palavro cientista

Dos criadores de ENFERMOS ASINTOMÁTICOS jurdem agora os ANTICORPOS ERRÓNEOS ou AUTO-ANTICORPOS.

Nom lhes bastava com incluir na sua listagem do Terror a todas aquelas pessoas que deram positivo nuns test do que até seu próprio criador negou repetidas vezes a sua utilidade para atopar infetadas polo novo bicho que nos mantêm em suspense obrigatório desde há já mais de 1 ano. Pessoas que foram obrigadas a deixar-se meter um pau polo seu nariz e que foram diagnosticadas coma enfermas pese a nom sentir nenhum malestar, nenhuma dor, nenhuma doênça e passaram a enchir os recontos de Enfermas Asintómaticas e coa mesma foram obrigadas a guardar quarentenas encirradas nos seus fogares ainda que se atoparam sãs e salvas.

Agora nos venhem com este novo palavro, resultado dum oportuno estudio internacional, com o qual designar a todas aquelas pessoas anciás (maiormente homes) que nom souveram enfrontar seus anticorpos ao malvado bicho.

E pese a que este palavro veu à luz (pública) agora, quando já estám presuntamente inoculadas caseque todas as pessoas de idade avançada, com os experimentos injetáveis dos negócios farmacêuticos; falsimédios ao uníssono pretendem fazer passar esta novidade cientista coma algo que existiu sempre entre este tipo de gente mesmo dantes do começo deste periodo do terror cientista, e que vêm a tempo para explicar à perfeiçom o porquê, nestes grupos de idades, a nova doença causa mais estragos: A culpa é dos velhos por dispôr destes anticorpos as moreias; o qual tamém explicaria (que casualidade!!) porque as inventadas injeçons nom som tam efetivas coma nos vinham vendendo desde a sua apariçom no mercado de valores.

Mesmo há quem assinala que estes Anticorpos Erróneos tamém podem-se chamar de “Auto-Anticorpos” que vêm a ser o mesminho, se bem estoutro palavro rebuscado redirige milhor a culpa a quem tem que tê-la: os avôs e as avós, e de ai o “auto”. Estes bichinhos errados e errantes, segundo contam os “especialistos” e as “especialistas”, abondam mais com a idade e atacam ao próprio sistema imunitário polo que constitue um factor de risco para desenvolver a nova doença com uma gravidade inusitada: “Com a idade incrementa-se o número de anticorpos ‘erróneos’ que bloqueiam a resposta imune, polo que estes pacientes nom podem fazer fronte à infeçom polo bicho. De feito, possuir estes auto-anticorpos poderia ser um indicador de mau pronóstico fronte ao mesmo”, assinalou Anna Planas, do Instituto de Investigaciones Biomédicas de Barcelona (IIBB-CSIC), uma das autoras do oportuno estudo.

Curioso é que até agora nenhum cientista falara destes tais micro-organismos para explicar as múltiples mortes de anciás já vacinadas. Curioso que jurdam ao tempo que numa mesma residência, ubicada em Olot, morreram 7 anciás duma só tacada , por suposto estas 7 pessoas mortas, ao igual que muitas outras em tudo o mundo ocidental, já estavam presuntamente inoculadas coa pauta completa dos ingênios farmaceúticos.

Seguiremos inventado !!

Continuaremos ameaçando !!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s