[Trieste, Itália] Um porto, uma anomalia, uma faísca

Colo (e traduço) da web anarquista iL Rovescio esta reflexom publicada ontem 19 de outubro :

Desejamos sinceramente que a evacuaçom policial da guarniçom-greve do porto de Trieste (experiência anômala que nos momentos mais altos envolveu oitocentos estivadores e cerca de dez mil solidárias) seja a faísca que fará a oposiçom ao passe “sanitário” mais ampla, determinada e ingovernável e que se desenvolva um movimento mais geral contra o governo e os patrons em torno do objetivo – para nós justo e irrenunciável – de fazer recuar este odioso instrumento de chantagem, discriminaçom e controle. Seguidos do bloqueio a uma passagem do porto de Génova, o bloqueio do porto de Ancona, o piquete de greve das operárias rodoviárias de Nápoles, as greves e encerros que se multiplicam desde 15 de Outubro nos locais de trabalho de várias cidades, e as primeiras respostas solidárias à repressom policial já som sinais importantes.

Aqueles que, no “movimento antagônico” ou no sindicalismo de base, se dizem contra o “passe verde”, agora o demonstram em atos e não apenas em palavras. A retirada do passe é considerada um objetivo limitado? Ninguém o impede de adicionar tudo o que deseja adicionar, mas deixar a resistência de Trieste sozinha seria um assunto sério neste momento. Sobre como e com quem recusar a solidariedade, não existem receitas unívocas, tamém dadas as muitas diferenças entre territórios. Mas se alguém quiser, encontrará seus caminhos. Caso contrário, pelo menos cale a boca. Por que enfatizar a limitaçom daquele “não passe verde” sem nenhum convite à solidariedade concreta parece-nos realmente miserável. Continuar a pôr pola lama e descrédito nos estaleiros de Trieste – com o despejo querido pelo governo e patrons, mas na verdade solicitado por Cgil, Cisl e Uil, com os carros lança-água da polícia ainda em açom e o ar infestado de gás lacrimogêneo – é simplesmente vergonhoso.

Polo que a nós respeita, algumas palavras. Escrevemos isto antes de 15 de outubro e repetimo-lo agora:

Ao Bloqueio, à Açom Direta, à Luita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s