ABUSOS POLICIAIS E MÉDICOS SOB A ESCUSA DA COVID

Uma mulher atopa-se mal, tem mucosidades, dor de peito e nom respira bem e vai até urgências médicas. Lá, tomam-lhe a fevre (nom tem), a tensom e escultam-na, e dim-lhe de fazer-lhe uma PCR, ao que a mulher nega-se e vai-se de volta para a sua casa.

Até aqui tudo normal e a senhora tem tudo seu direito a negar-se a fazer qualquer prova médica sobre seu corpo. É dizer, atendendo aos Direitos das Pacientes protegidos pola Imaculada Constitución española, esta mulher adulta e com a sua mente muito sã recorre ao seu direito a decidir qué se fai ou nom com o seu corpo e nega-se a meter-se um pau polo seu nariz.

Mas… aos poucos de chegar de volta a sua casa recebe a vissita inesperada dum PASMAROTE com uma ORDE SANITÁRIA da MÉDICA do HOSPITAL co galho de CONTROLAR que esta mulher está cumprimentando uma suposta OBRIGA de ILHAMENTO DOMICILIÁRIO OBRIGATÓRIO!!

O PASMA, além de tratar a esta mulher com total descortesia (presupom-se que tem que tratar a todas as pessoas de vostede), marcha de lá AMEAÇANTE e MENTINDO ao dar por NEGATIVO seu cumprimento de ilhamento, quando ainda a mulher nom saira da sua casa para nada.

E ISTO SE ESTÁ PASSANDO AQUI E AGORA !!

ENTANTO a esquerda social, presuntamente antisitema, segue DESFILANDO muito obediente marcando distâncias e cadanseu TAPA-BOCAS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s