LUMES.- UMA HISTÓRIA INTERMINÁVEL ??

No 2017, quando as tremendas vagas de lumes na Galiza e Portugal, publicara neste meu blogue vários artigos sobre as mais que possíveis causas destes espetáculos dantescos. No ano seguinte figera uma recopilaçom destes, tras do lume que tiveram que suportar na Póvoa de Brolhom. Hoje, convencido de que nada mudou na política anti-lumes dos governos e governinhos implicados e um outro tanto na sua política de beneficiar às empresas pasteiras e a exploração de árvores sinaladamente alóctonas e muito pirófitas; colo acá, de novo este artigo recopilatório coas ligações a alguns destes artigos, por se é de interés para algúem:

LUMES.- A QUEM LHES POIDA INTERESAR

Num jornal español, que nom vou nomear nem ligar, dam voz a Fernando Peña, artesá e vigilante das brigadas contralumes na Ribeira Sacra, quem fala assim do lume que venhem de suportar na Póvoa de Brolhom e da fraga de castinheiros e frondosas autóctonas que arrodeam a sua aldeia e que segundo a crónica do jornal “resplandecem horas apôs no meio da obscuridade geral”:

“Figeram de cortalumes natural e salvou-se tudo: animais, setos, vivendas e toda a vegetaçom que cobre a aldeia. Tudo arrodeado, até a mesminha porta, polo imenso universo de cinzas”.

“NOM FOI UMA MILAGRE: ARDEROM PINOS e EUCALIPTOS. DEVERAIM ESTAR PROIBIDOS NA GALIZA !!

Totalmente de acordo com o Fernando Peña, deito acá estas ligaçons a diversos textos meus, escritos durante a terrível vaga de incêndios de 2017 na Galiza e Portugal, ao respeito dos LUMES, da sua relaçom direita com as plantaçons de EUCALIPTOS e PINHEIRAIS, e da busca dos VERDADEIROS CULPÁVEIS.

Desde entom NADA MUDOU na política preventiva nem forestal da Junta do PP, que ainda pretende que ENCE perpetue seu ECOCÍDIO saltándo-se as leis:

E engado coma final esta ligaçom à reflexom de Elena Buch, feita só quatro meses apôs da vaga:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s