Arquivo da categoria: As minhas vizinhas

Compostela Aberta para Guiris: Cidade Peonil pensando só no turisteio!!

Há uns dias lim na imprensa local umha Carta ao Diretor no que um cidadá residente em Compostela botava pestes contra o governo do concelho polo feche ao tráfico rodado na Avda Joam XXIII; onde (oh casualidade!) está ubicada a dársena de autobuses vindos de afora cheinhos de vissitantes foráneos.

É norma do pseudojornal, onde lim a crítica, publicar toda quanta protesta lhes chegue e que lhes serva para ponher a feder ao governo local; mais neste caso que trato acho que lhe assiste toda razom ao residente indignado polo corte de tráfico nessa zona. E isso que por mim faria pionil toda a cidade (pero nunca faria exclusiva só a zona guiri)
Continuar lendo

Descerebrados pintan esvásticas na fachada do C.S.O. A Insumisa (A Corunha)

Colo tal qual da sua web:

A mañá do pasado luns a fachada do Centro Social Okupado coruñés A Insumisa amenceu decorada cun puñado de esvásticas, pintadas con rotulador, superpostas ao letreiro da okupa. Evidentemente o asunto non reviste moita importancia: algún descerebrado pretendeu, con tan insignificante xesto, descargar a frustración que lle produce a boa marcha de tan activo e prolífico Centro Social. Nunha cidade de máis de 250.000 habitantes ten que haber de todo, pero aquí os nazis son absolutamente marxinais e anecdóticos, probablemente haxa máis xente nesta cidade que beba os seus ouriños, ou que se dediquen a domar iguanas que verdadeiros seguidores de Hitler. É por iso que semellantes mentecatos vense obrigados a descargar a súa frustración ante a boa marcha do movemento antagonista e asembleario con absurdas chiquilladas.
Continuar lendo

Aviso para pelegrinas: O que vos contaram da neve na Galiza nom tem que ver nada co clima

Depois de comprovar “in situ” e “de visu” que as e os pelegrinas destes tempos substituirom “ex profeso” os báculos de pau “ad hoc” para peregrinagem -que todas suas predecesoras usavam “in illo tempo”– por bastons de esqui de neve rematados em perigosa ponta ; lanço desde esta minha gávea este aviso intencionado para que depois, ninguém que venha a Compostela com intençons de se lançar costa abaixo por umha pendente nevada, se chame a engano:

Se algumha vez estando por vossas terras do além, escutáchedes dizer alguém que na Galiza havia moi boa neve e mesmo se alguém algumha vez vos comentou que nosso presidente tinha grande gosto por ela; nom se estavam a referir a precipitaçom de cristais de gelo agrupados em flocos ou folerpas e formados pelo congelamento do vapor de água que se encontra suspenso na atmosfera nem aos próprios flocos desses cristais. Acho que há um pequeno erro de interpretaçom léxico pois a única estaçom de neve que há na Galiza é a de Cabeça de Manzaneda que está ubicada bem longe de Compostela e penso que nom há nenhuma ruta oficial entre ambas localidades que figure entre os múltiples caminhos de glória que chegam agora a Compostela.
Continuar lendo

Que fique claro em que Bando está cada quem!! Compostela Aberta fecha fias contra a liberdade de expressom

Já há tempo denunciei neste meu blogue a nula vontade da equipa de governo de Compostela Aberta (CA) de mudar nada essencial na vida cotiá das residentes nesta cidade por parte desta equipa de governo municipal e falava de que nom via visos de que cumprimentaram e/ou repararam as agressons aos direitos civis cometidos pelos anteriores vereadores e suas equipas com as cámaras de vigilância nas ruas, onde há até 10 lugares controlados só no casco velho que se instalaram sob a escusa de “assegurar a proteçom dos edifícios e instalaçons públicas e dos seus acessos, constatar as infraçons da seguridade cidadá e previr a causaçom de danos em bens e pessoas” .

Agora, tal como denúnciam em Causa Galiza: Com um bando de 29 de junho, o Concelho que preside o anovita Martinho Noriega ‘recorda’ em plena campanha para o Dia da Pátria que em aplicaçom da normativa vigente som aplicáveis sançons desde 1.501 a 3.000 euros às pessoas que colem cartazes ou colantes “publicitários”. A advertência julga-se por si própria. Como nos tempos de Conde Roa: apagom mediático, inexistência de espaços públicos de comunicaçom, proibiçom, de facto, da atividade propagandística e repressom policial.

E ainda mais, seguro que siareiras e siareiros fanáticos do Alcaide confluente estarám a defender que nom te é o mesmo Noriega que Conde Roa sob argumentos do tipo: Antes o PP multava por fastidiar ao associacionismo militante e o ativismo antisistema; agora é o associacionismo militante e o ativismo antisistema quem fai pintadas e colga faixas só por amolar ao nosso benamado e caro Alcaide: Hai-te diferências evidentes.
Continuar lendo

Abordaxe! o blogue de comunicaçom anarquista galego fai umha pausa estival

Recolho (mantendo sua normativa) e dou pulo á notícia que publicarom este domingo passado minhas compas de Abordaxe!:

DEICA OUTRA! UNHA NOTA SOBRE O PARÓN EN ABORDAXE!

Ola a todes, querides compañeires de travesía!

Tras varias xuntanzas e despois de meditar e debater seriamente sobre a situación actual do noso colectivo, pensamos que tras case 9 anos de actividade ininterrompida chegou o momento de facer un parón temporal. Isto non é un adeus, non desaparecemos, simplemente sentimos a necesidade de reformular este proxecto e pensamos que levamos demasiado tempo sen pararnos a facer unha reflexión en profundidade sobre os seus horizontes e sobre as pretensións e traxectorias individuais que nos levaron a confluír dentro do mesmo. Por iso, para continuar coñecéndonos, compartir momentos alén do ámbito estrictamente militante e para pensar ben cara onde queremos dirixir o noso barco, facemos unha pausa estival coa intención de regresar con máis forzas e aires renovados dentro duns meses, para seguir conspirando contra o monopolio ideolóxico da autoridade.
Continuar lendo

A RTVG minte ao respeito das equipas de extinçom de lumes e outras lérias de bombeiros

Ontem estivem olhando o informativo do mediodia da RTVG, nele intitulavam umha notícia referente aos lumes com este cabeçalho: “As brigadas e as equipas de extinçom, a pleno rendemento na etapa de maior risco de lumes” e falam de que “nesta primeira fim de semana de julho começou a etapa de maior risco de incêndios forestais. As brigadas e as equipas de extinçom estám já a pleno rendemento em toda a comunidade. E apontam que “por norma, de outubro a finais de junho cernam, clarejam e, sobre tudo, roçam e limpam o monte para evitar que a maleza lhes dea ás aos lumes que arrasam o monte no verão”

Aos poucos minutos recebo umha vissita dum meu bo amigo que trabalha de temporário nas brigadas de lume; surpreende-me sua vissita dado que já pensei que estava mobilizado e perguntei-lhe por elo dada a notícia que acabava de vissionar pola TVG. Sua resposta foi que ainda nom os chamaram e que supunha que o fariam em breves mas que, de momento, nom sabia nada quando ia incorporar-se. Ontem era dia 2 de julho.
Continuar lendo

Descobertos os intereses obscuros do PP no despejo do CSOA Escárnio

Estas fotos estám rulando pola rede; de feito eu recolhi-nas do FB do Escárnio. Lá ficam subtituladas sob as vozes de ordem: “ESCÁRNIO REOKUPADO! O ESPAZO RESISTE!”
Mas eu som mais da opiniom de que é a demonstraçom de porque o PP estava tam interesado no despejo!! Querem-no para que suas novas geraçons fagam seu ninho.
Chamaram-lhe “El niño de la gaviota”?
Continuar lendo