Arquivo da categoria: humor

A todas as Horteras que pese á vaga de calor do sábado estivestedes dándo-lo tudo no pátio do CSO do Sar: Obrigadas!!

Recolho e dou pulo a esta informaçom publicada hoje na web de “A Kalimera”:

Nom fumos muitas as assistentes mas sim as suficintes como para que, um ano mais, a nossa Festa Hortera fosse um grande hit da nossa história presente.

Começamos com um moi interesante roteiro para guiris pola cidade amuralhada dirigido com grande maestria polo ceremonioso Demetrio Pélaez (assim foi como se apresentou nosso cicerone); experiência que haverá que repetir mais vezes dada a repercussom causada do nosso vagar entre viandantes picheleiros. Cabe sinalar que ao início do mesmo coincidimos co passo da festiva manifa do Orgulho coa faixa da cabeceira assinada por “Transmaribolleras Compostela” e ás que queremos agradecer de maneira explícita o feito de ter retrasado o começo da sua particular Festa (no pub Curruncho) para nom colidir coa nossa e poder estar em ambas (além de ter o magnífico detalhe de dar pulo á nossa festa no seu muro de feisbuk); detalhes assim fam unir e estreitar amigáveis laços entre coletivos; esperamos e desejamos que se espalhe o ejemplo.
Continuar lendo

Amnistia Fiscal de Montoro – Choio para amiguetes riquinhos??

Umha vez confirmada que a Amnistia Fiscal de 2012 de Montoro vem de ser anulada polo Tribunal Constituiçonal espanhol por inconstituiçonal e por legitimar o fraude. E umha vez que a sentência sinala que a amnistia “vem legitimar como opçom válida a conduta de quem, de forma insolidária, incumprirom seu dever de tributar de acordo coa sua capacidade económica, e vírom-se numha situaçom mais favorável que a de quem cumpriram no seu prazo suas obrigas contribuitivas”.

Tendo em conta isso e sobretudo o matiz de que, pese tudo, o T.C. avala e dá por boas as declaraçons feitas polos mais de 31.000 defraudadores beneficiados dessa amnistia de 2012 que permitiu-lhes regularizar o dinheiro evadido pagando só o 3% do total das quantidades eludidas e sem intereses de demora, nem recargos adicionais, nem investigaçons penais, a jogada de Montoro só pode ser considerada como um exitaço para os seus. Visto o visto, agora fontes jornalísticas de prestigio (ver foto adjunta) sinalam que Cristobal Montoro prepara umha outra Amnistia Fiscal para resarcir de danos aos seus amigos e a quantidade de famosos que se estám descobrindo nos últimos anos como defraudadores de muitos milhons. A publicaçom da lista de afortunados é aguardada com ilusom polos proprietários das grandes fortunas, com essa mesma fantasia de quando crianças esperavam a chegada dos regalos dos reises magos e papa noel.

Para desmemoriadas colo acá o vídeo gravado quando fora anunciada por Rajoy e Montoro a 1ª Amnistia Fiscal; se bem as nossas fontes já nos avissarom de que a 2ª promete ser muito milhor preparada e mais abondosa e generosa, de tal jeito que quando o T.C. nom tenha umha outra que declara-la tamém nula poderá avalar as novas declaraçons que, nesta volta, só vam ter que pagar menos do 1% do roubado: Continuar lendo

Sábado 17 FESTA HORTERA no CSA do Sar – Cartaz e Programa

Tras o despejo do CSOA Escárnio, lugar onde tinhamos prevista realizar nossa Festa Hortera deste ano, nom iamos arredar-nos e como nom estamos quedas, falamos coa gente do CS do Sar (“Nós tamém somo do CS do Sar”, dado que lá temos nosso estúdio) e dito e feito nossa XXII FESTA HORTERA mantém a data anunciada, Sábado 17 de junho e o tema da problemática do turismo invasivo que padecemos as residentes nesta cidade como leitmotiv da festa.
Continuar lendo

Erre que erre coa virgem gaditana e as hipócritas podemitas

Teresa Rodríguez, a cacho comunistarra de Podemos Andalucía, ubicada no seitor podemita sinalado como o mais radicaloide, suma-se a defensa da entrega da medalha de Cádiz á Virgem do Rosário feita polo seu moço e alcaide Kichi.

Vela aqui e escuita-la dá nojo pero nom imos a silenciar tal cúmulo de estupidez humana:
Se o Pablo Iglesias já a pifiou querendo entender e justificar co seus aires de grandeza capitalina que nom foi quem de entender a jogada aldeã de Kichi, o de Tere é de traca.
Continuar lendo

A Festa Hortera será no CSA do Sar (Casa do Peixe). Mantem-se a data do sábado 17

Cópio e colo da página web de A Kalimera:

Os sucessos imprevistos acaecidos encol do despejo do CSOA Escárnio e Maldizer, lugar no que de início iamos fazer este ano nossa particupar e peculiar Festa Hortera, fam-nos mudar de espaço para o CSA do Sar, onde temos ubicado nosso estúdio de emissom.

Queremos agradecer acá ás nossas compas do Sar por facilitar-nos umha vez mais as tarefas; sem imposiçons nem condiçonamentos e sempre com um sorriso. Em breves publicaremos o cartaz e muita mais informaçom ao respeito da festa. Haverá novidades suculentas…

Permanecede atentas as vossas pantalhas!!

Ide preparando vosso playback!!

E falou o jefe podemita sobre a virgem gaditana e caghou-na índa mais (se se pode)

“A medalha á Virgem de Cádiz é umha decisom moi laica”

“Admito que cuando me enteré no entendía nada y tuve que llamar a Kichi para que me lo explicara. Para alguien de Madrid suena raro y no encajaría en otros ayuntamientos que gobernamos. Pero él me convenció. Me habló del carácter de dignidad popular que significaba esa Virgen y que en una ciudad como Cádiz, con esa tradición anarquista y liberal, esa Virgen, tan vinculada a las cofradías de pescadores, no va unida al conservadurismo que nos podría parecer desde fuera. Yo creo que Kichi lo ha manejado de una manera muy laica en el sentido de que se trata una muestra de respeto a los sentimientos populares demostrando que hay que convivir con distintos pareceres y tradiciones. Los urbanitas de izquierda tenemos que aprender a respetar esas tradiciones tan arraigadas en el pueblo” (sic)

Que cada quem tire suas conclusons, eu limíto-me a recolher dois comentários recolhidos da rede ás suas palavras; o 1º assinado por Luque que traduzo: “Além de ensujar a memória libertária gaditana, tem a desvergonha de justificar o injustificável chamando “pueblerinos” aos gaditanos e andaluzes em geral. Iglesias o “urbanita”. De laicos em “Madriz”, e mantentores do Nazionalcatolismo para os catetos de províncias” e um extrato dum 2º assinado por Acabido: “Penoso. Nova política, um retrocesso no laicismo, passos atràs no feminismo, os direitos dxs trabalhadores pisoteados sem pudor polxs liderxs, nenxs pijxs jogando a ser de esquerdas, colonos que venhem buscando marisco baratíssimo, heteropatriarcado ramplom que coloca as noivas em postos de poder e confiança, mesianismo, monarquia inquestonada, aplausos as forças vivas, a OTAN,… “
Continuar lendo

Chamado a sumar-se a petiçom a Kichi, alcaide de Cái, para que tamém conceda a medalha de ouro da cidade ao “Monstro Espaguete Voador”

Desde minha humilde bitácora fago este chamado ás minhas vissitantes ocasionais para que se sumam á maravilhosa, equitativa e feliz ideia das “pastafaris” quem, por iniciativa de Félix Zacarías García Omella venhem de colgar (há 18 horas) na plataforma Change.org tal solicitude dirigida ao Excel-Lentíssimo Haja-Untamento de Cái; documento do que vos colo sua argumentaçom para tirar-vos de dúvidas e animar-vos a sumar-vos a tam justa e democrática petiçom que, á hora de publicar isto, vai já polas 1820 sinaturas e subindo (entanto eu traduzia e escrevia isto assinarom mais de 300 pessoas); além por se acaso nom tendes razons abondo para sequndar tal, vos animo a lêr o texto “Religión, religiosidad y combate simbólico” assinado por Acratosaurio rex em AlasBarricadas:
As pastafaris solicitamos ao alcaide de Cái Kichi conceda a medalha de ouro da cidade ao nosso grande Monstro Espaguete Voador.
Continuar lendo