Dr. Simón: “As mascarilhas nom som chave no control da pandemia”

Assim, tal qual, com mais papo que um pavo, declarou recém num programa televisivo, o epidemiologista Fernando Simón, a cara pública do governo mais progre da história das españas todas e, em consequência, o máximo transmissor da campanha mediática do medo dada a suposta alta perigosidade deste vírus da COVID.

O Diretor do Centro de Coordenaçom de Alertas de Saúde e Emergências do Ministério da Saúde español, designado cordinador da pandemia da COVID a nivel estatal español, reconheceu que obrigam a levar posta a mascarilha e até multam por isso só por uma questom de incompetência ou/e de certo capricho ou antolho: “Fazemos tal porque desconhecemos quem está enfermo, mas se tiveramos jeito de sabe-lo, NOM SERIA NECESSÁRIA

E até reconhece que, se bem nos primeiros momentos sim se informou para qué, quando e quem deveriam ter posta um tapa-bocas, engade de contado que “o tapa-bocas só vale para quando NOM SE PODEM IMPLEMENTAR OUTRAS MEDIDAS!!” O que noutras palavras e a boas entendedoras, pode-se interpretar coma que “as mascarilhas nom valem para nada, mas coma nom tinhamos uma outra… havia que assustar com algo”

A mim esta atitude patriarcal –tapam-nos a todas as bocas porque nom confiam em que, quem se sinta mal, com fevres, dores musculares, perda de olfato e gosto, é parva de mais e nom vai saber reconhecer que algo mau está-lhe a passar– retrai-me lembranças de quando, numa aula daquelas escolas franquistas do meu tempo, com o crucifixo presidindo a mesa, as fotos de Franco y Jose Antonio Primo de Rivera na parede ao carom da piçarra e o eterno mapa colgadeiro da España unaynocincuentayuna do meu tempo, alguém fazia uma trastada (sempre moi inocentes e infantis) e o/a profe (muitas vezes freiras e curas) castigava injustamente a toda a aula porque nom tinha jeito de saber quem fora a causante da brincadeira, bem porque a trasna ocasional nom assumia sua culpa, sua culpa, sua grandíssima culpa… e por acaso, nom havia nenhuma acusona que delatara à culpável de nos fazer passar um bo momento de risas durante nosso tempo de encirro escolar.

E assim seguimos comprovando coma desde os governos e governinhos se nos estivera mentindo, coma seguem considerando ao povo débeis de mente, ignorantes que nom sabemos coidar-nos por nós mesmas e ingênuas submissas às que basta com assustar com que vem o coco (ou o vírus neste caso) para que todas, sem excepçons, acederamos a ponher-nos mascarilhas inecessárias e, em consequência, levemos respirando com insuficiência durante mais de um ano!!

Agora, o Dr. Simón veu-nos a dizer que tudo foi um capricho baseado falsamente na suposta ciência médica. E até assinala que tanto ele coma o governo deveriam ter sido mais prudentes.

Tarde piar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s