Arquivo mensal: março 2019

REVERTE PANDÉMIA de CASPA nos cascos ESPAÑOLES

Um pouco de música nom está nunca mal. Aqui vos traio este vídeo duma DANÇA da CHUVA em Xalapa, a capital do estado mexicano de Veracruz:

Alguém poidera presupôr que minha intençom ao colar este vídeo seja chamar pola tam necessária chuva para evitar a proliferaçom deste VAGA de LUMES primaverais na Galiza que já arrasarom mais superfície que toda a queimada no ano passado. Pois nom, pois erra, se bem tampouco nunca está de mais.

Minha intençom desta volta é que esta água da chuva serva para elimina-la de raiz a PANDÉMIA de CASPA que borbulha e agroma em todas essas testas que, iluminadas de cego patriotismo “revertiano”, seguem enleadas na mais tétrica obscuridade destas páginas da sua história pátria, que alguém denominara como “LEYENDA NEGRA ESPAÑOLA”.
Continuar lendo

13.062 CASOS ILHADOS !! Detectado um GRUPO ULTRA de polícias espanhois

PODEM constituir um auténtico EXÉRCITO

Segundo conta El Confidencial Digital Assuntos Internos da Polícia española detectou um GRUPO ULTRA nas redes chamado PRIMAVERA ESPAÑOLA del CENEPE que defende uma Polícia Nacional mais violenta, que está integrado exclusivamente por agentes da polícia española (“solo se admite a gente que haya sido invitada… y que se confirme que es policía, una vez cotejados sus datos”), e que difunde mensagen de ódio e ameaças.

Dim que foi criado há mais de 7 anos mais ainda nom se fez nada para atalha-lo pois vê-se que, essa rapidez de atuaçom que amossam as forças repressivas e os julgados españoles na criminalizaçom e perseguiçom das dissidentes anarquistas ou independentistas (fazendo montagens se for preciso para organizar Operaçons como as duas Pandora, a Pinhata, …, ainda que, tempo depois, os julgados competentes decidam arquiva-las por falha total de provas), nom é tal quando se trata de desmontar grupos perigosos fascistas e tardam até 7 anos em detecta-los!! e quando já reconhecem que se foram “radicalizando” com o tempo (pergunta do milhom: – pode um fascista radicalizar-se??) e fontes policiais apontam que o grupo “se ha vuelto ultra y abundan mensajes que podrían ser constitutivos de delito e que, além “es incontrolable”.
Continuar lendo

4 anos da LEI MORDAÇA: Schez ainda nom derogou o que tanto prometera fazer em quanto governara

MINTEM A CONSCIÊNCIA !!

PSOE foi o primeiro partido que, em quanto chegou ao governo de España, aplicou-se com denuedo a endurecer as normativas repressoras contra os direitos do povo em quanto a liberdade de expressom e as manifestaçons de protesto e tamém foi o primeiro em ampliar competências moi perigosas e conceder privilégios ás forças repressivas do estado á hora de repremer e no tocante á presunçom de veracidade testemunhal nos juíços.

Ontem mesmo poidemos assistir ao esperpento da testemunha dum coronel jefe da Polícia Judicial da Garda Civil de Catalunya explicando sua montagem como jefe do Operativo que investigou as pessoas que seguem ainda detidas polo Procés com argumentos de moi baixa estofa e na mesma data na que o jornal Público (e o silenciamento cúmplice do todos os demais falsimédios, televisons geralistas incluidas) desvelava uma prova auditiva mais que confirma que este “benemérito” -tal como já ele mesmo admitira personalmente numa conversa telefónica gravada- sob o alcume de “TÁCITO”, estivera adicándo-se durante meses a increpar e acosar na rede Twitter, a través duma conta oculta, á mesma gente que investigava, amossando assim sua total parcialidade, aspeto que, num pais minimamente ético, seria considerado totalmente incompatível com a instruiçom do caso e apartado do mesmo de feito fulminante e implicaria o arquivo imediato de toda causa investigada baixo o mandato dessa pessoa. Mas na Españistán onde os partidos políticos pelejam por levar nas suas filas a MATADORES de TOUROS e MILITARES, isto é a moeda corrente na Justiça.
Continuar lendo

DEMONSTRADO!! : Polícia Española (por ordem do Governo) pesquisa Ativistas dos Direitos Humanos das Pessoas Migrantes

Que as polícias (por ordem dos governos) investigam a toda aquela pessoa que se move no ámbeto anarquista e anticapitalista, mesmo no independentista, é algo sabido por qualquer pessoa que abrace estas ideologias e trate de ponhe-las em prática no estado español (e em caseque tudo o mundo). Sabem das nossas filiaçons, de onde moramos e com quem andamos e é moi provável que, se possues um telemóvel, terás sempre vigiados teus passos e tuas conversas. É algo que se sabe polas investigaçons que sairam á luz tras ser arquivadas (uma a uma) todas as diversas Operaçons Falácias que a polícia española montara contra Anarquistas: Pinhatas, Pandoras, Ice,… e que, depois de meses de perseguiçom (registros ilegais, roubos de pertencias e cárcere preventiva incluida) remataram todas com o seu arquivo por parte da fiscalia.

Mas o que ainda nom era notório é que, além de perseguir e acossar a toda “anti-sistema” que se preze e aprece, tamém controlam os passos e intervenhem telefones de ativistas dos Direitos Humanos, como se passa em qualquer Ditadura

Este é o caso que descobre Helena Maleno, ativista pro Direitos Humanos na Fronteira Sul e fundadora da ONG “Caminando Fronteras” e que mesmo fora galardonada com o  Premio “Nacho de la Mata” em 2015 (prémio criado 3 anos antes em reconhecemento das labouras de pessoas ou instituiçons em favor da infância mais desfavorecida) e que denúncia que a Polícia Espanhola elaborou um informe sobre ela ao que qualifica de informe cloaca e uma vergonha para a democracia.

Por estas latitudes já saviamos da perseguiçom a pessoas que ajudam as mais desfavorecidas vindas de outros lugares. Todas as pessoas que estejam um pouco ao tanto da perseguiçom organizada desde os governos contra ativistas pro imigrantes, sabem do caso da nossa vizinha Laura Bugallo quando em 2009 fora acusada de falsidade documental e submetida a juíço tras ajudar a tirar luz sobre a trama da chamada Operación Peregrino, na que 57 pessoas nadas no Marrocos foram enganadas coa promesa dum emprego no estado español tras o abono de 10 mil euros.
Continuar lendo

As bombas inteligentes españolas vendidas a Arábia Saudita já sacam nota assassinando crianças iemenitas

Em 8 de março passado saltava, nalguns médios internacionais, a notícia de que “Bombardeios no Iémen cobram a vida de 12 crianças e 10 mulheres em só dois dias” segundo denúnciou esta passada 2ª feira as Naçons Unidas que contabiliza tamém a outras 30 pessoas feridas, entre elas 14 minores.

Ministério de Saude do Iemén denuncia o silêncio das organizaçons pro direitos humanos, incluida a ONU, diante destes crímens onde “direita e indireitamente” assassinam civis.
Igual som eu que pouco caso fago ás notícias dos mentideiros españois em qualquer dos seus formatos, mas nom escutei, vim ou lim nadinha ao respeito destes assassinatos de inocentes que se produziram no día no que o mundo celebrava o Dia internacional da Mulher. Poida que nom interese agora, que estamos imersas num periodo eleitoralista, tirar luz sobre este tema que afeta de maneira moi direita tanto ao PSOE (no poder quando deram via livre a venda de armamento a Arábia Saudita) como ao PP (quem foram quem trataram o suculento negócio assassino com os jeques arabes em mmaio de 2015); ou bem nom interesa por nom remexer na merda dos negócios e prebendas entre as Casas Reais española e saudita; justo agora que a monarquia española está sendo cada dia mais questionada e nom só em Catalunya.
Continuar lendo

Quando queiras enganar a tuas possíveis votantes: Necessitas um Vox!!

Na minha anterior entrada já deitei minhas dúvidas ao respeito do assunto do pugilista familiar de “Eme-Ponto” Rajoy e da sua volta ao ring de Ponte-Vedra em periodo eleitoral (vê-se que é nestes momentos quando lhe excita sacar seus punhos)

Mas há otras novas tamém recéns que venhem a confirmar a teima de Vox em contar mentiras “tra la rá” e como lebres que correm polo mar ou sardinhas que andam polos montes, seus disparates som tam tremendos que de seguido suas mentiras som colhidas entre portas. Isso sim nunca reconhecem seus dislates e, coma se nom fosse com eles, botam as culpas a alguém e procuram que nom salpique coa sua sangue de mártire aos seus lideres.
Continuar lendo

O sobrinho de Rajoy volta ao cenário eleitoralista. Destas o noquado é o lider de Vox da cidade do Lerez

«Nom som gigantes que som muinhos»

Saltam de alegria antifascistas galegas ao ouvir a notícia de que, o moço que lhe dera uma labaçada a “Eme-Ponto” Rajoy em dezembro de 2015 em plena campanha eleitoral a representontos e representontas das cámaras españolas, agora voltara a sacar suas dotes pugilistas para lançar uma(s) hóstia(s) ao rostro do líder de Vox em Ponte-Vedra, Juan Manuel Rosales, quando este estava numa mesa informativa deste partido fascista distribuindo propaganda legal nas ruas desta cidade (suponho que com permiso e autorizaçom do alcaide nacionalista do BNG, Lores “O Eterno Aposentado”) e, ao parecer, prévio lançamento de petardos e enfrontamentos verbais; no tanto os falsimédios assinalam que as investigaçons nom esclareceram se o que recebeu o fascista fora uma simples labaçada ou várias punhadas; ainda que sim concordam em assinalar os feitos como um delito de lesons.

Convêm aclarar que, do autor dos feitos, nom se facilitara a sua filiaçom quando a hóstia a “Eme-Ponto” por ser minor de idade, e em troques agora sabemos que se chama Andrés V.F. e mesmo seu alcume “Capi”, se bem seguem ocultando o dado de que é filho duma prima carnal de Elvirita (a mulher que se casou com “Eme Ponto”).

E como coisa de encantamento, ao mesmo tempo que o lider do partido fascista e Vox, Santiago Abascal, aproveitava para falar de que (sic) «Este tipo de ultraizquiedistas psicópatas no puede andar sueltos»; um feixe de gente do comum começava a vitorear ao “Capi” nas mal chamadas Redes Sociais coma se este fosse um héroi.

Continuar lendo