Arquivo da categoria: política partidista

Compostela Aberta para Guiris: Cidade Peonil pensando só no turisteio!!

Há uns dias lim na imprensa local umha Carta ao Diretor no que um cidadá residente em Compostela botava pestes contra o governo do concelho polo feche ao tráfico rodado na Avda Joam XXIII; onde (oh casualidade!) está ubicada a dársena de autobuses vindos de afora cheinhos de vissitantes foráneos.

É norma do pseudojornal, onde lim a crítica, publicar toda quanta protesta lhes chegue e que lhes serva para ponher a feder ao governo local; mais neste caso que trato acho que lhe assiste toda razom ao residente indignado polo corte de tráfico nessa zona. E isso que por mim faria pionil toda a cidade (pero nunca faria exclusiva só a zona guiri)
Continuar lendo

Na Grécia podemita como na Espanha pepera: Presas por ser anarquistas ou por amizade com elas

Tasos Theofilou declarado inocente tras 5 anos preso entanto Irianna B.L é condenada a 13 anos de cárcere sem provas

Haverá quem, ao lêr este cabeçalho, que se diga que som um demagogo dado que a Syriza (o Podemos grego) nom estava no governo há 5 anos quando Tasos Theofilou fora detido e acusado de roubo a mão armada, assassinato e pertenência ao suposto grupo terrorista Conspiraçom das Células de Fogo (C.C.F.) graças a um material genético detetado num sombreiro que supostamente caira da cabeça dum dos ladrões entanto fugiam tras cometer um roubo com resultado de morte na ilha de Paros em 08/10/2012; e tampouco quando, julgado em 1º instância a finais de 2014, fora condenado a 25 anos de prissom sob cargos de cumplicidade por homicídio e roubo (já era só cúmplice e nom autor) e absolto de pertencer a C.C.F. O que o proprio Tasos considerou umha “soluçom temporal Solomónica” até o juízo na corte de apelaçom.

Sim governava Syriza quando tiverom lugar, este mesmo ano, as vistas da apelaçom ás que se referia Tasos e das que, como consequência, saiu agora absolto de todos os cargos quando já levava 5 anos preso por decissom política e com o aplauso entusiasta dos falsimédios que transmitiram sua detençom durante umha semana apresentando a Tasos como um assassino despiadado e suas fotos se volveram virais na rede. Estas suas palavras amosam seu estado de cabreio coa justiça e o regime: “Crio que o feito do meu arresto, a manipulaçom por parte dos médios de comunicaçom, minha detençom e minha conviçom inicial pugerom em perspectiva certos temas que nom tenhem a ver comigo persoalmente, senom que tenhem umha maior importância social e política, dado que é umha manifestaçom de como um estado policial despiadado intenta solidificar as dotrinas mais extremistas da repressom judicial: da natureza medieval do meu castigo público e do intento de reduzir os estereotipos criminais pre-modernos a um perfil fabricado, á criminalizaçom da amizade, do companherismo ou das relaçons sociais, assim como o uso de evidências sobrenaturais ou pseudocientíficas como o notório ADN num sombreiro, que constitue a base desta história, polo demais trágica”.
Continuar lendo

Rajoy em “El Club de la Comedia”

Recolho da canle de youtube de United Unknown:
Rajoy em El Club de la Comedia #1 Publicado em 6 de out de 2015.- O milhor monólogo de Mariano Rajoy! O preshidente abandona temporalmente o plasma para regalar-nos algumhas das suas memoráveis reflexons, dignas dum autêntico mestre da comédia.

Rajoy em El Club de la Comedia #2 Publicado em 22 de jun de 2017.- Por petiçom Popular, regressa nosso milhor monologuista.
Continuar lendo

As mentiras de Rajoy e os 60.600.000.000 € do erário público regalados á Banca que nunca voltarám.

Mariano Rajoy é home de fe cristiã e por isso agora deve sentir-se como S Pedro quando, segundo contam nos seus livros, negou por 3 vezes ser fiel ao seu Deus. Mas crio que Mariano ainda tem mais mérito porque, segundo contam as malditas hemerotecas, negou muitas mais de 3 vezes ser-lhe fiel ao seu verdadeiro Deus: O Dinheiro e aos seus templos de oraçom: A Banca Privada com muito Ánimo de Lucro.

Quando ontem foram detidas 9 pessoas acusadas, entroutras coisas, de rachar luas de caixeiros automáticos e vidrieiras de entidades bancárias privativas, entendim que Mariano e seu capitam com praça em Compostela, Agustín Hernández Fernández de Rojas, estavam por fim dando a cara polos seus e voltando ao rego da sua fe no Gram Capital depois das suas múltiples declaraçons nas que negara que o resgate europeu á Banca espanhola nom teria impacto sobre as contribuintes.

Hei eiqui um repasso da hemeroteca que atopei sem grandes dificultades:
Continuar lendo

Amnistia Fiscal de Montoro – Choio para amiguetes riquinhos??

Umha vez confirmada que a Amnistia Fiscal de 2012 de Montoro vem de ser anulada polo Tribunal Constituiçonal espanhol por inconstituiçonal e por legitimar o fraude. E umha vez que a sentência sinala que a amnistia “vem legitimar como opçom válida a conduta de quem, de forma insolidária, incumprirom seu dever de tributar de acordo coa sua capacidade económica, e vírom-se numha situaçom mais favorável que a de quem cumpriram no seu prazo suas obrigas contribuitivas”.

Tendo em conta isso e sobretudo o matiz de que, pese tudo, o T.C. avala e dá por boas as declaraçons feitas polos mais de 31.000 defraudadores beneficiados dessa amnistia de 2012 que permitiu-lhes regularizar o dinheiro evadido pagando só o 3% do total das quantidades eludidas e sem intereses de demora, nem recargos adicionais, nem investigaçons penais, a jogada de Montoro só pode ser considerada como um exitaço para os seus. Visto o visto, agora fontes jornalísticas de prestigio (ver foto adjunta) sinalam que Cristobal Montoro prepara umha outra Amnistia Fiscal para resarcir de danos aos seus amigos e a quantidade de famosos que se estám descobrindo nos últimos anos como defraudadores de muitos milhons. A publicaçom da lista de afortunados é aguardada com ilusom polos proprietários das grandes fortunas, com essa mesma fantasia de quando crianças esperavam a chegada dos regalos dos reises magos e papa noel.

Para desmemoriadas colo acá o vídeo gravado quando fora anunciada por Rajoy e Montoro a 1ª Amnistia Fiscal; se bem as nossas fontes já nos avissarom de que a 2ª promete ser muito milhor preparada e mais abondosa e generosa, de tal jeito que quando o T.C. nom tenha umha outra que declara-la tamém nula poderá avalar as novas declaraçons que, nesta volta, só vam ter que pagar menos do 1% do roubado: Continuar lendo

A Corunha Libertária – Roteiro “A livre-geografia”

Falo desta jornada ubicada dentro das exitosas Jornadas de Recuperaçom da Memória Anarquista da Corunha -e digo exitosas polos múltiples comentários que escuitei no dia do Roteiro- porque foi a única á que puidem acodir por celebrar-se na jornada do sábado. E foi um desses dias que, sem dúvida, ficará gravado num lugar especial da minha memória.

As fermosas e, ás vezes moi tristes, palavras do seu condutor Manuel Rivas, em lembrança dos feitos repressivos acaecidos nas diferentes paragens nas que fumos fazendo etapa; a música do meu gaiteiro favorito e seu escudeiro tamboril acompanhando os trajetos entre umha e outra paragem; as colagens de cartazes lembrando ditos sucessos; a cordialidade e bo clima de toda quanta gente de idades moi diversas nos juntamos; a palestra final de Pastora nas portas do velho cárcere e mesmo a paelha do Bugui, constituirom umha moi grata jornada de reivindicaçom e luita rodeada de moi boa companhia. Tamém destacar a boa fazeta do compa de Galiza ContraInfo á hora de cobrir tal evento e publicar este seu resultado:

Continuar lendo

Erre que erre coa virgem gaditana e as hipócritas podemitas

Teresa Rodríguez, a cacho comunistarra de Podemos Andalucía, ubicada no seitor podemita sinalado como o mais radicaloide, suma-se a defensa da entrega da medalha de Cádiz á Virgem do Rosário feita polo seu moço e alcaide Kichi.

Vela aqui e escuita-la dá nojo pero nom imos a silenciar tal cúmulo de estupidez humana:
Se o Pablo Iglesias já a pifiou querendo entender e justificar co seus aires de grandeza capitalina que nom foi quem de entender a jogada aldeã de Kichi, o de Tere é de traca.
Continuar lendo