Que vem sendo o Black Bloc? Onde está o Black Bloc?

O Collettivo Universitario Autónomo de Torino tirara, depois dos distúrbios em Roma em 14 de dezembro de 2010, o seguinte texto em resposta á campanha orquestrada nos falsimédia contra o “Black Bloc”. Um texto do que gostei e que atopei na rede e que traduzo e colo:
2 caras do Black Bloc Esta pergunta reaparece na maioria de jornais depois de cada distúrbio. E os distúrbios de Roma em 14 de Dezembro merecem umha resposta. Queredes ver a que se parecem os rostros ocultos com panos, cascos ou carapuchas?

Som os mesmos rostros que pagam alugueres polos vossos podres apartamentos, os rostros daquelas ás que ofrecedes trabalhos nom remunerados ou a jornada completa por 1000 euros. Som os rostros de quem pagam miles de euros para assistir aos vossos cursos. Som os rostros da rapaziada a quem golpeades quando lhes pilhades com algo de erva nos seus petos. Som os rostros daqueles e aquelas que devem abandonar o bus quando os controladores assomam, porque nom podem pagar seu bilhete.

Som os rostros das pessoas que cocinham vossas costelas ao ponto nos restaurantes elegantes, e que recebem 60 euros em negro pola noite. Som aqueles e aquelas que preparam vossos cafés em Starbucks. Som quem respostam vossas chamadas dezindo “112 112, em que podo ajudar-lhe?”, quem mercam comida em Lidl porque a dos outros supermercados é moi cara. Som as que animam vossas feiras por 600 euros ao mês. Som aquelas que ordenam os andeis das tendas onde mercades vossas verduras orgánicas. Aquelas ás que a precariedade absorbe sua energia vital. Som aquelas que tenhem umha vida de merda, pero que decidiram que nom vam aceitar estas condiçons.

0,,2573277_4,00 Formamos parte dumha geraçom que, por um dia, detem-se para envenenar o sangue com a neurose dumha vida passada na precariedade, e que apoiamos as revoltas. Nós somos o futuro que tendes que escuitar, somos a única parte sã dumha sociedade coberta por metástase. O que está acontecendo em London, Atenas e Roma, é dumha importância histórica (*). Praças cheias sobardadas de pessoas que estoupam de alegria quando os carros da polícia ardem. A nossa existência reside nesses berros: A existência de quem nom podem crêr que os governos eleitos iam voltar-se contra sua cidadania e pagariam dezenas de anos de erros cometidos polo seitor financeiro e as multinacionais; a existência daquelas que pensam que todas juntas podemos começar a dar-lhes medo. Estas exclamaçons som furiosas e felizes -a explosom dumha parte sã da sociedade- em tanto que o veneno está agochado na Cámara de Diputados.

O Black Bloc pode golpear de novo. Será melhor que mires ao teu redor. Há rumores que dim que poderíades atoparos com umha das suas membros nas aulas, na biblioteca, na máquina de café, no bar, na praia ou até no autobus.

Collettivo Universitario Autónomo de Torino, 16 de dezembro de 2010.

————–
(*) Nota do gajeiro: Em 9 de dezembro de 2010 houvera em London barricadas e fortes distúrbios contra a suba das matrículas universitárias; tamém houvera revoltas em Atenas durante os atos em homenagem ao minor Alexis Grigoropoulos, assassinado pola polícia em 6 de dezembro; e o mesmo sucedera na Itália durante os protestos contra da nova vitória eleitoral de Berlusconni.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s