Para ser parte da história, há que participar nela x Acratosaurio Rex

Colo de AlasBarricadas este artigo reflexom de Acratosaurio Rex sobre a participaçom de Anarquistas nos protestos do Procés:

  Logo de “La Nueve”

Nom sei se sabedes que os primeiros blindados que libertaram Paris dos nazistas na IIGM, eram manejados por soldados enquadrados numa Companhia da Divisom do General Lecrerc denominada “La Nueve”. Eram soldados espanhóis, e em seu maior parte anarquistas e membros da CNT, que tinham continuado a guerra contra o fascismo em Europa. Eram forças de choque. Lutaram na França e no assalto aos últimos bastions dos nazistas na Alemanha. Quase todos eles morreram em combate, ficaram feridos gravemente, desapareceram volatilizados…

Desintegrados. Coma nos espetáculos de magia.

Hoje em dia toda a imprensa libertária considera-lhes uns heróis, apesar de que, atentos a isto: eram soldados (anarquistas), enquadrados no exército aliado, baixo comando de um general francês, que servia aos interesses de Estados Imperialistas e Sistemas Capitalistas.

Vem isto a conta das críticas que recebem as anarquistas que participam nas mobilizaçons vividas na Catalunya apos a sentença do TS. Que diriam quem som críticos dessas compas que se implicam nessas manifestaçons, dos soldados de “La Nueve”? Que apoiavam ao imperialismo militarista burguês?

Nestes últimos anos, tenho visto coma um feixe de movimentos radicais da populaçom de diversos países, foram desprestigiados ou amosados como manipulados pola extrema direita ( coletes amarelos), por Estados capitalistas (revoluçons de cores na Europa do Leste, levantamentos na Venezuela e Nicarágua), por burgueses nacionalistas (Catalunya), por fanáticos religiosos (primaveras árabes), polo lúmpen sem ideologia (distúrbios na França de 2005), pola classe média (15-M), porque nom-é-o-momento (Revoluçom em Astúrias 1934)… Há duzias de exemplos nos que aparecem análises que aconselham, nom só nom participar, se nom direitamente pôr-lhes a parir.

Eu em troques penso que si que há que se envolver em qualquer movida que implique populaçom indignada, polo seguinte.

Primeiro, que a direita ou a esquerda partidária tentará por todos os meios empregar a força da populaçom em seu benefício, é de esperar. Lógico. Afinal de contas, é seu papel. E que apareçam as anarquistas tentando levar-se a água ao seu mar, ou fazendo-se notar, contrarresta essa intençom na medida da força que ponham em jogo. Á contra, inibir-se e abandonar o campo de jogo, ao que leva é a que se cumpra a profecia de quem asseguram, que tudo está controlado polo trevoso Sistema. Porque ao final a populaçom é derrotada ou assimilada. Esse prognóstico por tanto, nom custa nenhum trabalho faze-lo.

Boa a que montaram

O segundo, é que movimentos de massa protestando contra o governo, implicam expressom dum mal-estar, que se traduz –quando vai passando o tempo– em ataques às instituiçons que som identificadas como generantes desse mal-estar. Num futuro talvez nom tam longínquo, o lume arrase sucursais bancárias, locais patronais, ou sedes da Bolsa, da mesma maneira que no seu dia se demoliu a Bastilha, se queimaram conventos ou se incendiaram esquadras policiais. Nom estou a dizer que isso seja desejável, senom que se passa sempre que alguém muito cabreada, decide empregar gasolina para levar a cabo sua catarse. E pode que dalguma maneira, como sempre tem sucedido, uma incendiária qualquer desencadeie uma liorta descomedida. Se tu nom estás lá, quem estará?

Em resumo: primeiro, para evitar que a reaçom se afaga dona do campo, há que fazer coragem no campo; e segundo, para ser parte da história, há que participar nela. Porque desde já cho digo, como sejas muito esqueisito, ou esquisita, nada te vai quadrar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s