[Miranda de Ebro] Garda Civil Oculta Ideologia FASCISTA do Detido com um ARSENAL de ARMAS MUITO PERIGOSO.

Izquierda Mirandesa (IM) em 4 de dezembro publicava numa RRSS a sua denúncia pública diante da permissividade da que goçam elementos FASCISTAS e/ou NEONAZISTAS para possuir ARSENAIS de ARMAMENTO ILEGAL e maquinária para FABRICAÇOM de EXPLOSIVOS e MUNIÇOM e para MANIPULAÇOM de ARMAS e sem que isso suponha ser qualificados como TERRORISTAS. Uma circunstância moi similar a quando as detidas som ANTIFAS quando som acusadas de pose de explosivos por ter Fairy ou Aguarrás (lêr em modo retranca).

Segundo publica Naiz, o detido Rubén López Rebollo, exibia sua ideologia falangista nas RRSS sem necessidade de agochar-se. Este meio assinala que foi a vizinhança desta localidade burgalesa limítrofa com Euskal Herria, quem lhes indicaram que este elemento possue esta sua conta de Facebook https://www.facebook.com/lapislazulireiki (ainda ativa) na que fai apologia do falangismo e do franquismo, com imagens de bandeiras españolas com o aguilucho, o jugo e as frechas ou loas a José Antonio Primo de Rivera.

Nom tanto, segundo a declaraçom em rolda de imprensa do tenente coronel Alfonso Martín, jefe da Comandância da Garda Civil de Burgos no se ha detectado en la investigación, que ha sido intensa, ningún vínculo con ninguna otra persona ni con organizaciones de ningún tipo, ni terrorista, ni extremista, ni delincuencia organizada, algo que contrasta e muito com os dados obtidos quando queres saber e que os falsimédios nom se preocuparam em buscar (deixadez habitual nos falsimédios quando a informaçom provêm direita dos corpos e forças armadas de (in)seguridade do estado). De feito algum falsimédio burgalés fala do detido como dum “Lobo Solitário” sem causa que acumulava “el mayor arsenal no relacionado con el terrorismo incautado en España en muchos añosno garagem para assim salvagardar a seguridade de seus pais com quem vivia (mira tu que bo filho).

Como dizia, IM emitiu um seu Comunicado-Denúncia sobre estas informaçons remitidas pola Garda Civil ás agências de (des)informaçom e as publicadas nos falsimédios geralistas:

“Desde IM queremos denunciar a ocultaçom do carácter fascista do detido em Miranda com um importante arsenal de armas e explosivos, tanto pola Garda Civil, como polos meios de comunicaçom. Um exemplo é a notícia do Diário de Burgos que fala de “uma pessoa sozinha, sem nenhum vínculo com outras pessoas nem organizaçons terroristas nem de ideologias extremistas”. A verdade é que esta pessoa tinha pendurada de sua janela uma bandeira franquista e outra de Falange, e em Facebook compartilhava continuamente propaganda falangista e de Vox.

Parece claro que há uma dupla vara de medir dependendo da ideologia, enquanto muita mirandesas durante anos temos sofrido perseguiçom policial pola nossa ideologia, defender o direito de autodeterminaçom dos povos ou denunciar a violência policial. Enquanto este sujeito fascista tem conseguido acumular um importante arsenal de armas e explosivos, e os meios ocultam sua ideologia fascista, coisa que ele nom dissimulava. Estamos seguros que se esta pessoa fosse independentista vasca ou catalã correriam rios de tinta, e rapidamente seria qualificada de terrorista, como tem ocorrido com as independentistas catalás detidas nos últimos meses”.

Este fascista, Rubén López Rebollo, nom é um crio pois já conta com 43 anos, foi detido pola Garda Civil na passada terça, 3 de dezembro, em Miranda durante a operaçom ‘Tangerina’, acusado de ter instalado no terraço do piso familiar um talher clandestino dotado de todo tipo de maquinária para a fabricaçom de artefactos explosivos, assim como para a manipulaçom de armas de fogo e a fabricaçom artesanal de muniçom para as mesmas; e numa estância do garagem comunitário do edífico onde ia acumulando tais artefactos, ponhendo em risco a vida de numerosas vizinhas. Foram-lhe intervidos 17 artefactos montados e carregados, mais de 30 kilos de distintas substâncias químicas precursoras de explosivos e material de laboratório utilizados para sua fabricaçom.

Além fica sabido que Rubén López Rebollo adquiria em países do Leste de Europa armas de fogo inutilizadas (fusis de assalto e subfusis) que manipulava para po-las de novo em condiçons de disparar fogo real e assassinar.

A seguinte imagem (captura de pantalha da web da picola) tendes (em castelám) a listagem de efeitos incautados facilitada pola GC na sua nota de imprensa:

Tras a incautaçom deste Arsenal, os artefatos com maior risco de detonaçom foran transladados e explosionados por especialistas. Um deles, o sargento primeiro Carlos Chamorro, explicaria ao méios que, entre o material acumulado estavam todos os componhentes do explosivo TATP, conhecido co alcume de ‘a nai de Satám’, que é o empregado polos jihadistas e que é muito inestável e perigoso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s